sábado, 26 de janeiro de 2013

Maranhão aumenta produção de açaí em terra firme
























Em sua maioria produzida em árvores nativas de regiões de várzeas (alagadas), o açaí no Maranhão está sendo cultivado, também, em plantios realizados em terra firme, com a utilização de mudas de uma nova variedade, a BRS Pará, desenvolvida pela Embrapa Amazônia Oriental. No ano passado, 40 mil mudas de açaí, o que corresponde a 100 hectares, foram comercializadas no Maranhão.

O secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Cláudio Azevedo, ressaltou que o plantio de açaí em terra firme, garante mais uma fonte de renda para os agricultores. "O Maranhão pode se tornar um grande produtor de açaí, pois tem um enorme potencial e um mercado consumidor garantido não só internamente, mas também em outros estados do Brasil", avaliou.

Esta semana, o pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), João Tomé de Farias Neto, visitou a unidade demonstrativa da empresa, localizada na Fazenda Alana, no município de Arari, de propriedade do agrônomo Trajano Brandão, onde a pesquisa está sendo realizada em aproximadamente 50 hectares de cultivo de açaí em terra firme.

João Neto visitou também um plantio de 30 hectares com sistema de irrigação e com as mudas da cultivar criada pela Embrapa, localizados no município de Penalva. "Queremos nos unir com outros produtores para montar uma indústria de beneficiamento de açaí no Maranhão para vendermos a polpa do fruto", planeja Trajano Brandão, que comercializa as mudas produzidas com sementes enviadas pela Embrapa,e também o fruto para municípios da região de São Luís.

Brandão explicou que o plantio é feito de forma escalonada e que vêm apresentando resultados bastante positivos. "A cada ano a produtividade aumenta, o que é uma característica dessa variedade. No primeiro ano de produção, em três hectares, foram colhidas três toneladas de açaí; em 2012 foram 13 toneladas nessa mesma área, e a previsão para este ano é de que sejam colhidas cerca de 50 toneladas de açaí no restante da área, que está em início de produção", informou.

A BRS Pará plantada em Arari é a primeira a cultivar açaí em terra firme do país, desenvolvida pela Embrapa Amazônia Oriental. Ela é indicada para todos os estados da Amazônia e suas principais características são a alta produtividade, a precocidade na produção de frutos e o bom rendimento de polpa, que fica em torno de 15% e 25% do fruto.

Uma das vantagens da produção de açaí em terras firmes é a facilidade do manejo, desde os tratos culturais até a colheita, pois o açaizeiro lança seus cachos a uma altura de aproximadamente 1,12 metros do nível do solo. 

Açaí

O açaí é um fruto do açaizeiro, palmeira típica da Amazônia que é encontrada nos estados do Pará, Amapá, Maranhão e leste do Amazonas.

O Pará detém a maior produção nacional. Em 2010 foram colhidas 709 mil toneladas do fruto, o que corresponde a 88% da produção nacional. "Cerca de 99% da produção paraense é oriunda do extrativismo", informou o pesquisador João Neto.

E é justamente o extrativismo que ele aponta como o maior gargalo da produção do açaí. "Em terra firme, com irrigação, há produção o ano todo. Já no extrativismo acontece a entressafra, acarretando no aumento do preço do açaí, que na safra custa R$ 15,00 reais, mas na entressafra pode atingir R$ 90,00", exemplifica o pesquisador, afirmando ainda que a indústria que exporta também é prejudicada, pois só funciona num período de cerca de quatro meses, quando há produção.

João Neto é um defensor do plantio do fruto em terra firme, pois ele mesmo possui um plantio de 32 hectares do açaí, em terras no Pará. "Investi meu dinheiro acumulado nos últimos anos e tenho 12 mil pés de açaí plantados porque acredito que é mais uma alternativa de renda", contou ele.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

6 comentários:

  1. é muito bom saber que meu Maranhão,está cada vez se desenvolvendo para melhor,é uma satisfação muito grande que em terras arariences está adotando essa mais nova renda ao comércio mundial parabéns Arari,minha cidade que amo.

    ResponderExcluir
  2. Sou da paraiba e gostaria de saber como faço pra adquirir a poupa do acai? se tiver algum contato o zap 83998254402

    ResponderExcluir
  3. Plantei 500 mudas no nosso sítio em Presidente Juscelino. Agora em dezembro, no início das chuvas, vou plantar mais 3 mil pés. Adquiri as sementes junto a embrapra no Pará e fiz minhas mudas. As 500 que estão plantadas Adquiri na fazenda alana. Estou usando o sistema de gotejamento para irrigar. Até agora está indo tudo bem. Quem estiver iniciando alguma plantação e quiser trocar esperiencia, meu whatsapp é (98)981154380. FERNANDO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando você tem algum contato que possa fornecer o produto açaí a poupa pura?? De já agradeço sua atenção até. André Queiroz meu WhatsApp é 86981547474

      Excluir
  4. Sou um batidor de açaí e quero comprar açaí pra mim vender no Maranhão, alguém sabe me dizer onde posso comprar o produto diretamente do fornecedor?

    ResponderExcluir
  5. Alguém tem contato de fornecedores de açai (caroço)?
    Obrigado. Pedro Américo (98) 99972-7888

    ResponderExcluir

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André