quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Abutres insistem em retratar o Maranhão como "um estado de miseráveis"



Os ataques e as mentiras contra o Maranhão, agora partem da imprensa nacional. Subsidiados pela oposição local, as mentiras tem como objetivo principal desgastar o governo e por tabela fortalecer o candidato de oposição F.Dino, que usa de forma criminosa os últimos acontecimentos para alavancar sua candidatura. 

O editorial desta quarta-feira (15), Com o titulo "O fracasso do projeto detrator", mostra bem esta triste realidade, como agem e o que dizem estes abutres, além de mostrar com muita propriedade o outro lado dos fatos, ou seja, mostra a realidade como ela é.
Leia aqui o editorial na integra:
O fracasso do projeto detrator

De uma hora para outra o Maranhão se transformou no centro de atenções e pancadaria editorial por causa da crise no Sistema Penitenciário de Pedrinhas, que chegou às ruas na forma de um incêndio a ônibus, na noite do dia 3 do mês corrente, e que resultou na morte da menina Ana Clara, de 6 anos, entre outras vítimas, que ficaram em estado grave.

Até agora, ninguém quis saber efetiva e corretamente o que de fato aconteceu, o que está acontecendo e o que deve acontecer nos presídios em matéria de melhoria, preferindo explorar ao extremo os seus mananciais de agressões ao Governo do Estado.

Mais do que isso, misturando as bolas e passando à opinião pública nacional a impressão de que São Luís é um amontoado de casebres, com um traficante em cada esquina, como informou a enviada de um jornal do Sul.

É fácil aos jornalistas enviados a São Luís cumprir a orientação das suas Redações e ignorar o que está à sua volta e relatar aos seus leitores, ouvintes e telespectadores que o Maranhão "é um estado de miseráveis", por ser "um feudo" da família Sarney. 

Mais fácil ainda é dizer que o estado tem o menor PIB per capita do país, sem se interessar pela informação que explica isso, quando se sabe que o PIB maranhense é o 16º entre os 27 estados - a explicação vem do fato de que mais de 40% da população maranhense ainda é rural, vive de agricultura familiar e movimenta pouca moeda.

Afirmar que o Maranhão está em último lugar nos maioria nos indicadores sociais e econômicos é tão falso quanto dizer que está entre os melhores. O Maranhão já não é o pior em analfabetismo, em renda per capita, em saúde, educação e produção econômica.

Atualmente, o estado vive um processo no qual são expressivos e efetivos os investimentos em infraestrutura. Em pouco tempo, será o primeiro estado do Norte e do Nordeste em que todas as 217 sedes municipais estarão interligadas por rodovias asfaltadas.

Nenhum estado da Federação tem em curso um programa de implantação de infraestrutura hospitalar como o Maranhão. Como também o programa educacional em andamento não deixa nada a desejar em relação a outros - guardadas as devidas proporções.

Apontar o Maranhão como "um outro país", como escreveu outra enviada de um jornalão sulista a São Luís, é desconhecer completamente a realidade que o estado vive hoje. 

O Maranhão é um estado da federação como qualquer outro, com uma única diferença: tem o porto mais profundo do litoral brasileiro, por onde saem muitos produtos, incluíndo o minério de ferro de Carajás. Começa a se industrializar fortemente - a Suzano, o maior complexo para a produção de celulose do país. 

É o Maranhão dos Lençóis, da São Luís Patrimônio Cultural da Humanidade, de uma cultura ímpar e sólida, que essa gente não compreende e, por isso mesmo, tenta insultar.

O "críticos" e "intérpretes" de agora são tão arrogantes e tolos que não se dão ao trabalho de investigar melhor o que estão tentando reportar, e por isso terminam por fazer papel de bobos diante dos próprios maranhenses que eles tentam detratar. Mas a verdade é implacável, e aqui e ali lhes dá o castigo que merecem.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André