sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Adolescente que matou a filha de um mês vai cumprir medida em São Luis


A adolescente de 17 anos, que junto com o marido de 49 anos, espancou até a morte a própria filha de apenas um mês de idade, deve cumprir medida de internação provisória no ​Centro da Juventude Florescer, em São Luís, no bairro do Anil.

A decisão atende representação oferecida pela 2ª Promotoria de Justiça da comarca de Santa Luzia,  município localizado a 297 km de São Luís, onde ocorreu o crime.

A promotora de justiça Herlane Maria Fernandes de Carvalho, autora da ação, informou que ofereceu representação por ato infracional com pedido de internação provisória da adolescente, pela prática de ato infracional, análogo a homicídio, cometido contra a própria filha, que tinha um mês de vida.

"A medida de internação provisória se mostra necessária para resguardar a integridade física e a vida da adolescente, ante a revolta da sociedade, a qual, inclusive, está divulgando fotos da menor infratora nos blogs e redes sociais",enfatiza a representante do Ministério Público.

Entenda o caso aqui: 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André