quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Justiça investiga caso do adolescente jogado em formigueiro


OAB, Ministério Publico e Comissão de Direitos Humanos investigam ato de selvageria praticado por supostos justiceiros contra adolescente

Merece aplausos e louvor a decisão acertada da Comissão de Direitos Humanos da seccional piauiense da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), MPE (Ministério Público Estadual), Secretaria do Estado de Segurança Pública do Piauí, delegacia-geral da Polícia Civil do Piauí e do delegado do 8º Distrito Policial (DP) de Teresina, Christian Castro. Estes órgãos decidiram investigar o ato criminoso e covarde praticado por supostos justiceiros contra um jovem no ultimo domingo (16). 


Com o titulo: Criminosos amarram, espancam e colocam adolescente em cima de formigueiro, Este Blogue se manifestou na segunda-feira (17), sobre o caso divulgado através de um vídeo no Youtube, sobre um jovem suspeito de tentativa de assalto covardemente agredido por populares, que depois de espancar, amarraram pés e mãos do adolescente e o colocaram sobre um formigueiro. 

O grave atentado contra a vida, contra o Estado Democrático de Direto e as garantias individuais garantidas na Constituição que teria acontecido no bairro Dirceu I, zona sudeste de Teresina,  ganhou repercussão nacional e internacional. 

Depois da repercussão do ato criminoso, e do clamor publico, as autoridades piauienses parece agora querer investigar os fatos. Segundo alguns sites de noticia, varias instituições entraram no caso e buscam identificar os criminosos e a vitima.

Além de solicitar ao ao secretário Robert Rios Magalhães a apuração da agressão ao suposto assaltante, a Comissão de Direitos Humanos da seccional piauiense da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) também está investigando o caso e informou que levará o vídeo ao MPE (Ministério Público Estadual) para que as imagens sejam retiradas do ar. O presidente da Comissão dos Direitos Humanos da OAB no Piauí, Francisco Campelo Filho, informou que pedirá investigação ao MPE nesta semana, para identificar as pessoas das imagens. "Precisamos saber o estado de saúde dessa pessoa, pois não se justifica o que fizeram com ele pelo suposto crime que cometeu", disse Campelo Filho.

A Secretaria do Estado de Segurança Pública do Piauí acionou  a polícia no sentido de identificar tanto os agressores como o jovem acusado de roubo, além do autor do vídeo. Segundo o secretário de Segurança, Robert Rios, um inquérito policial foi aberto para que o caso seja esclarecido e os responsáveis punidos.

O delegado do 8º Distrito Policial (DP) de Teresina, Christian Castro, responsável pela Polícia Civil na região do Grande Dirceu, afirmou que o jovem que aparece amarrado e colocado em um formigueiro não foi identificado, não foi levado preso para a delegacia ou Central de Flagrantes de Teresina.

“Se o caso do homem amarrado e colocado no formigueiro ocorreu realmente na região do Grande Dirceu vai ser apurado por nossa delegacia. Estamos investigando onde foi o local que ocorreu o fato. Se for da área da circunscrição do 8º DP vai ser apurado”, falou o delegado Christian Castro, adiantando que até agora os policiais não conseguiram apurar o nome da vítima da violência e confirmar se o crime ocorreu na região do Grande Dirceu.

“A até agora só temos boatos, mas é uma situação de barbárie e inadmissível. Não se faz justiça com as próprias mãos como aparece no vídeo. Não sabemos se é um caso de furto ou de roubo. O que temos é um vídeo que circulou nas redes sociais de um homem preso, amarrado e colocado em um formigueiro. Isso é barbárie e não pode acontecer. O Estado existe para distribuir e entregar justiça, fazer justiça. As pessoas não podem fazer justiça com as próprias mãos”, declarou Christian Castro.


Com informações dos portais BOL e MEIO NORTE. 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

Clinica Santo André

Clinica Santo André