terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Quatro jovens morrem eletrocutados por cabos caídos no meio da estrada






Em menos de 72 horas, quatro jovens morreram eletrocutados ao baterem em cabos de rede de alta tensão energizados caídos e atravessados em vias publicas.  Os dois casos aconteceram durante a noite em estradas vicinais sem iluminação o que impediu as vitimas de perceberem os cabos caídos no meio do caminho. O fato dos cabos estarem energizados mesmo depois de caídos, levanta o questionamento de ter acontecido falhas no sistema de desligamento da rede, e porque tantas redes de distribuição de energia estão caindo e matando as pessoas??  Estas e outras perguntas precisam ser respondidas pela Companhia Energética do Maranhão -CEMAR, 

O primeiro caso aconteceu por volta das 23h de sexta-feira (21), no município maranhense de Presidente Vargas localizado a 165 quilômetros de São Luis. dois adolescentes vinham do povoado Ponte onde tinham participado de um culto e ao chegarem no povoado Morada Nova colidiram com na rede de alta tensão que estava atravessada no meio da estrada. ENTENDA O CASO AQUI:
Cabos de rede de alta tensão caem e matam dois jovens que voltavam da igreja

O segundo caso, aconteceu neste domingo (23), por volta da meia noite, dois jovens em uma motocicleta retornavam da localidade Cocal, zona rural do município de Codó e distante cerca de 30 quilômetros da cidade de Afonso Cunha zona rural do município de Codó, eles  tinham participado de uma festa e seguiam para o povoado Alagadiço Grande, zona rural de Chapadinha, onde residiam, quando chocaram-se  contra  cabos de alta tensão energizados que estavam caídos e atravessados no meio da estrada. Os dois jovens morreram eletrocutados, devido a explosão da motocicleta os corpos das vitima ficaram bastante queimados. 

No caso de Presidente Vargas, a Companhia Energética do Maranhão -(CEMAR), só se manifestou três dias depois do acidente, isso depois deste blog ter publicado um texto cobrando explicações e criticando silêncio da concessionaria, O silêncio constrangedor sobre o caso dos dois jovens eletrocutados
Publicamos a nota da companha na integra: 


É importante o Ministério Publico acompanhar de perto as investigações sobre estes dois casos e que a justiça esclareça os pontos nebulosos e confusos.
A sociedade cobra uma explicação e as famílias das vitimas precisam ser indenizadas, até lá as duvidas e as muitas perguntas continuam no ar, afinal quem são os culpados por estas quatro mortes??  Ou será que a culpa é das vitimas por não terem visto os cabos caídos no meio da estrada???

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

Clinica Santo André

Clinica Santo André