segunda-feira, 28 de abril de 2014

Café Literário de abril destaca os anos de chumbo



A edição de abril do Café Literário, do Centro de Criatividade Odylo Costa, filho (CCOCF), segunda do ano, acontece nesta terça-feira dia 29 de abril, às 19h, na Galeria Valdelino Cécio, com participação do escritor Carlos Olavo da Cunha Pereira, que fará a palestra "50 anos depois'', e terá como mediador o escritor Benedito Buzar, presidente da Academia Maranhense de Letras. Na ocasião será o lançamento do livro “Na Saga dos Anos 60”, com seções de vídeo conferência entre os Cetecmas do Maranhão.

Carlos Pereira é natural de Abaeté-MG e possui experiência como jornalista e ativista político. Trabalhou no Jornal do Povo e posteriormente na década de 50 tornou-se criador e diretor do jornal satírico ''O Saci', que após mudar sua linha editorial recebeu o nome de "O Combate", no qual, a luta pela terra, o assassinato de posseiros, a exploração dos trabalhadores, a violência urbana, as arbitrariedades policiais e a corrupção política eram alguns dos temas abordados.

O palestrante e homenageado do mês é autor de livros como “Nas Terras do Rio sem Dono”, publicado em 1988, que relata a disputa pela terra no Vale do Rio Doce, e “Na saga dos anos 60”, que retrata a emocionante história de um jornalista brasileiro no combate às três ditaduras na América Latina.

A obra de Carlos Olavo revive a tensão, a incerteza e o medo de alguém que perde a estrutura familiar, econômica e profissional, reduzido a um mero fugitivo do regime, o tempo todo prestes a ser capturado.

O mediador da noite, Benedito Buzar é autor de diversas memórias históricas, duas das quais foram premiadas pelo Concurso Artístico e Literário Cidade de São Luís: “Do Sarneysmo ao Vitorinismo” e, “Eleição de Chateaubriand no Maranhão”.

A palestra será transmitida por meio de vídeo conferência para os municípios de Açailândia, Barra do Corda, Brejo, Carolina, Pinheiro, Caxias, Codó, Pedreiras, Imperatriz e Santa Inês.

O Café Literário do Odylo faz parte do calendário cultural da cidade e objetiva difundir a literatura maranhense, propondo uma interação entre o público presente e o palestrante convidado. Interessante para pesquisadores, graduandos, professores, poetas, artistas e todos que desejem aprender o ofício ou simplesmente apreciam a literatura, destaca Ceres Fernandes, diretora do CCOCf. As reuniões são sempre na última terça-feira do mês, com entrada franca.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André