segunda-feira, 14 de julho de 2014

Jornalista Renato Sousa morre aos 60 anos vitima de AVC




Morreu na manha desta segunda-feira (14), no Hospital Geral, em São Luis, o radialista e jornalista Renato Sousa, ele tinha 60 anos, e  sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico na madrugada do dia 09 de março deste ano, quando foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Geral Tarquínio Lopes, durante estes quatro meses em que ficou internado, Renato Sousa, entrou em coma e apresentou altos e baixos em seu estado de saúde. Diabético, o quadro clinico do jornalista se complicou devida a alta taxa de glicose no organismo, o que provocou redução do funcionamento renal.

Renato Sousa atuava há mais de quarenta anos no jornalismo maranhense, durante este período, passou pelo jornal O Estado do Maranhão, Rádio Ribamar, Rádio Educadora, Rádio São Luís AM e Rádio Capital, passou também pelos jornais O Debate, ATOS E FATOS e fundou seu próprio jornal, o Chumbo Grosso, que era editado semanalmente, para o jornalista Djalma Rodrigues, Renato Sousa era considerado um dos integrantes da velha guarda da imprensa maranhense. Atualmente o jornalista apresentava o programa Tribuna da Capital, na Rádio Capital AM, das 8 às 10 da manhã. 

O corpo de Renato Sousa está sendo velado na funerária Jardim da Paz, no Anil e o sepultamento acontecerá às 15 horas desta terça-feira (15), no cemitério Jardim da Paz, na estrada de São José de Ribamar.


Carta de Renato Júnior, filho de Renato Souza

Se tem uma coisa que me consola nessa vida é saber que quando a morte vem ela vem para todos, hoje papai do céu levou o meu pai, o homem responsável por eu ser quem sou, o homem quem me ensinou a ser homem, a ter caráter. 

Falo com alegria do meu pai pq eu o conheceria e sabia o quanto ele era divertido e brincalhão, zangado e sisudo as vezes, Renato Sousa sem querer me forjou o profissional que sou hoje, quando as 7 anos de idade me levava para fazer a ronda as 4h da manhã, quando brigava comigo por eu não me impor quando eu tinha uma certeza.

Meu pai me deu o que de mais valioso alguém pode dar, me deu valores morais e me deu um nome. Papai a saudade que o senhor deixa é maior que tudo só não é maior que o amor que tenho por ti. Obrigado Deus por ter me dado 30 de vida ao lado do melhor homem do mundo.

SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS DE SÃO LUÍS
NOTA DE PESAR

Com muito pesar comunicamos à sociedade maranhense o falecimento do nosso associado Renato Sousa, ocorrida no final da manhã desta segunda-feira, na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Geral Tarquínio Lopes Filho, onde se encontrava internado. Lamentamos o passamento do companheiro e irmanamos à sua família neste momento de grande dor e consternação, rogando a Deus o conforto para todos.


Douglas Cunha
Presidente

NOTA DE PESAR

A Secretaria de Estado de Comunicação Social (Secom) lamenta a morte do radialista Renato Sousa, ocorrida nesta segunda-feira (14), e ressalta o trabalho e a dedicação do profissional para o rádio maranhense.

Renato Sousa, por mais de quatro décadas, dedicou sua vida ao ofício de comunicar. Tendo trabalhado em diversos veículos de São Luís como repórter e apresentador, deixa como herança a paixão pela arte de informar os ouvintes do Maranhão.

Os profissionais que compõem a comunicação do governo do Estado se solidarizam com a família e amigos neste momento de dor.


 Prefeitura de São Luís lamenta morte de Renato Sousa

A Prefeitura de São Luís manifesta profundo pesar pelo falecimento do radialista e jornalista Renato Sousa, na manhã desta segunda-feira (14). Desde março, o radialista estava internado, vítima de um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico.

Ultimamente, o radialista trabalhava na Radio Capital AM, em São Luís, onde apresentava, diariamente, o programa matutino Tribuna da Capital. Há 40 anos, ele atuava como repórter e apresentador em São Luís.

Renato Sousa iniciou sua carreira fazendo programa de esporte na antiga rádio Gurupi. A seguir, passou pelas rádios Difusora, Timbira, Ribamar, Educadora. Nos jornais impressos, teve atuação em o Estado do Maranhão, Jornal Hoje, Atos e Fatos e chegou a criar o próprio jornal, chamado Chumbo Grosso.

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior solidariza-se com a família, amigos e admiradores, desejando que Deus conforte-os diante do sofrimento, transformando-o em força e fé.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André