quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Sedihc e SSP realizam mais uma etapa do projeto “Idoso Cidadão”







Dignidade e qualidade de vida para os idosos. Essa é a proposta projeto “Idoso Cidadão”, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Cidadania (Sedihc) que, nesta quinta-feira (14), realizou mais uma etapa. Em parceria com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), o projeto disponibiliza para os idosos, durante seis meses, atividades que proporcionam bem estar e elevação da autoestima da população com mais de 60 anos.

“Estamos trazendo informações, orientações sobre os direitos dos idosos, palestras sobre saúde, atividades físicas e outras ações para proporcionar aos idosos um envelhecimento ativo”, declarou a secretária de Direitos Humanos, Luiza Oliveira. Ela disse que a proposta é apresentar os equipamentos existentes na comunidade em prol dos idosos. “Todos que participam são multiplicadores, ficam mais informados e aprendem o caminho dos seus direitos”, ressaltou a secretária.

As ações são realizadas a cada 15 dias na Unidade de Segurança Comunitária (USC), da Vila Luizão. No local, profissionais de diversas áreas realizam palestras educativas voltadas para o tema dos direitos humanos. Durante as visitas, também são realizadas atividades como higiene bucal, aferição de pressão, testes de glicemia, pesagem, medida, orientações básicas sobre cuidados com a saúde e higiene corporal, limpezas básicas de pele, cortes de cabelo e unhas e orientações sobre cuidados básicos.

A gerontóloga da equipe da Sedihc, Débora Jatahy, proferiu a palestra “Velhice e Qualidade de Vida”, falou sobre saúde física, mental e emocional, utilizando uma linguagem fácil e com muita dinâmica. “Procuramos trazer palestras motivadoras, pois os que participam aprendem e divulgam dentro da comunidade os conhecimentos adquiridos”, revelou Débora.

Ao todo, o Projeto Idoso Cidadão difunde Política de Direitos Humanos para 50 idosos da Comunidade da Vila Luizão e bairros adjacentes. Para dona Maria José Silva Pereira, 66, o projeto é a chance de sair de casa e ganhar conhecimentos. “Aqui, encontro amigos e recebo orientações para uma velhice saudável”, destacou.

Dona Vitória Ferreira, 73, diz que o projeto ajuda a todos de uma maneira geral. “Não é bom ficar sozinho em casa, adoro participar das atividades, é maravilhoso obter as informações sobre os direitos, assistir as palestras e participar das atividades físicas”, apontou.

Para o coordenador Geral das Unidades de Segurança Comunitária, tenente-coronel Jorge Luongo, a proposta do projeto Idoso Cidadão reflete o trabalho que a segurança pública se propõe a desenvolver nas comunidades. “O nosso interesse é a parceria com a comunidade, levar ações que melhorem a qualidade de vida, boas práticas voltadas para a cidadania”, declarou.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André