segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

O Carnaval de São Luís morreu... Esqueceram de avisar



A MORTE DE MOMO... Ou: O Carnaval "Protocolar" de São Luís


O Carnaval de São Luís morreu... Esqueceram de avisar. Ao contrário de reanimar o defunto, resolveram por o cadáver pra andar. Dizem que está " vivinho da silva" , sambando por aí... Ai, ai, Manuela, quem me dera ser na Sapucaí...

-Cuida, Roseana, o Bicho- Terra ainda dá um caldo!

Vem o Holandinha, homem de fé e reforça:

- Meus irmãos, vamos cuidar do defunto, monta a passarela e está tudo salvo!

Chegou o Flávio Dino, homem da Academia que enterrou a "dona do Bicho" , o "Zé Bigode" e bradou:

- O Carnaval é de todos nós, o defunto ainda é ente jurídico e sua vontade deve ser respeitada, abre alas, camarada Momo, por favor!

Quem escreve este texto não é muito chegado na folia, mas o Carnaval injeta dinheiro na cidade! Aí sim é alegria! Mas o prefeito é irmão e não apoia de coração o que lhe parece frivolidade. Vira o Carnaval um quê de tristeza abandonando a alma da cidade.

São Luís já foi terra de folia, mas nunca fizeram corretamente pra que aqui o Carnaval pudesse sorrir, acostumaram as brincadeiras na mamata do dinheiro público, o famoso faz-me rir!

Lá em Salvador, no Carnaval do Amor, não há dor na alma, há dor de cotovelo de quem tá aqui de pé quebrado indo trabalhar, mas se investem por lá trinta milhões na festa, disto o povo não pode reclamar.

Ei, você que acha que investir em Carnaval é besteira, vou fazer você chorar, São Paulo, Rio, Recife e Salvador botaram pra quebrar: investiram 130 milhões... "É dinheiro pra danar!!!"- diz algum zangado que queria a bufunfa na Educação ou nos hospitais. Aí eu venho com meus "teorema" e te digo que pra cada milhão que gasta, a economia movimenta até 20 milhões de reais... Isso não é problema, é um baita negócio bom, marrapaz!!!

Aqui o Prefeito investiu " uns trocados", cerca de 4 milhões, a outra São Luiz, do Paraitinga em SP , investiu 1 milhão... E sigo eu pensando com meus botões... Olha como a vida pode ser engraçada, aqui temos um milhão de habitantes, a irmã do Paraitinga tem 10 mil somente, cem vezes menos. Veja que há um descompasso nesse Samba, que a peleja do Bamba é que ainda não aprenderam que o dinheiro investido, volta em patrocínio adquirido e se o povo quer tomar cerveja, ela que patrocina a brincadeira.

Brasil Kirin dá é de dez milhões por patrocínio na Bahia, mas aqui é Maranhão, onde o Fofão é também palhaço, onde eles vendem os produtos à vontade, diga se este Maranhão não é bom pra suas amizades?

Esqueceram de pintar a cidade, desavisaram o povo do Carnaval. Se é feriado, foi de Finados, porque quem mora longe não se anima com a folia que só começa em fim de dia. Carnaval é brilho e agito do raiar ao por- do- Sol, mas aqui o povo só sai da toca na hora que a rua tá escura e o bandido protegido, eita Carnaval esmilinguido!!!

Aí dá uma olhada nas lotações no hotéis, cadê o os gringos nas ruas, torrando contos de réis? Pra complicar, ainda mataram o Holandês, tá na capa do UOL, o gringo que veio pra folia brincar, estão matando de barquinho, porque só no meio da rua já não dá pra fazer direitinho!

Essa morte do nosso Carnaval não é culpa só da parceria, porque ele já vem morrendo de outros dias... De outros Carnavais... É também do nosso empresariado burro, lerdo, troncho, que só quer ganhar na boquinha do faz me rir do governo e da prefeitura! Quer lucro, empresário? Vamos trabalhar!!! Vamos investir pra poder depois lucrar!

A saída tá no cancioneiro popular, vou com uns versos finalizar:

O Carnaval tem que resgatar sua alma perdida 
Mas vivemos em uma cidade ferida
Que ao invés de reagir, cobra do prefeito tudo pra fazer, assim não há como vencer
Mas Carnaval é meu e teu... e dele sou passista, mesmo sendo pouco equilibrista , me arrisco a falar
Tá chato e o aeroporto só com vôos de saída
Não há folião que possa se animar.

Bora botar quente pra Momo poder suar
É ele o Rei agora, não o Edi das rezas e o Dino das letras, 
Somos todos Momos cansados de guerra em tempos de alegria

E viva a folia!!!!

*Yglésio Moyses, o autor, é médico, professor universitário , estudante de Direito, metido a escritor/violonista nas horas vagas e 1o suplente de deputado estadual.

 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André