quinta-feira, 5 de março de 2015

Representante do Unicef no Brasil assina termo de cooperação com o Maranhão




O Maranhão encabeça a lista dos piores índices de mortalidade infantil do Brasil. Enquanto a média de crianças com menos de um ano que morrem no Brasil é de 15%, a média maranhense chega a 24,7%, sendo a pior do país. Para melhorar esse indicador e vários outros, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) assinou, na manhã desta quinta-feira (05), termo de cooperação técnica com governo do Estado do Maranhão 

Pelo termo, o governo irá apoiar todas as ações desenvolvidas pelo Unicef no estado, sempre com o objetivo de assegurar que a igualdade de direitos seja uma realidade para todas as crianças e adolescentes, onde quer que eles estejam. O termo de cooperação técnica abrange um conjunto de questões e compromissos recíprocos.

O representante do Unicef no Brasil, Gary Stahl, destacou que é preciso adotar políticas públicas capazes de celebrar a riqueza da diversidade, combatendo as desigualdades geográficas, sociais, demográficas e étnicas. “Temos muitos interesses em comum, temos muita vontade política, temos documentos assinados. Agora é mãos à obra”, declarou.

Na ocasião, o governo do Maranhão também renovou a adesão à Agenda da Infância. Este documento contém sete desafios levando em consideração os territórios em que vivem as crianças e os adolescentes brasileiros mais vulneráveis, reconhecendo as diversidades e as necessidades específicas de meninos e meninas.

O governador destacou que a atual gestão já vem desenvolvendo ações que contribuem para alcançar os desafios propostos pelo Unicef, como é o caso da mortalidade infantil e da redução dos índices de homicídios.

‘Mais IDH’

Durante o encontro, que contou também com a presença da coordenadora do escritório Unicef no Maranhão, Eliana Almeida, dos secretários Francisco Gonçalves (Direitos Humanos e Participação Popular), Áurea Prazeres (Educação) e Elisângela Cardoso, presidente da Funac - Fundação da Criança e do Adolescente, o governador Flávio Dino apresentou o Plano de Ação ‘Mais IDH’, conquistando a adesão do Unicef ao programa.

“Vamos ser parceiros no Maranhão no Plano de Ação ‘Mais IDH’ e também convidar o setor privado, que já trabalha conosco para ajudar a melhorar esses índices nos 30 municípios mais pobres do estado. Nós temos um enfoque global em equidade, ou seja, chegar aos mais excluídos, mas pobres. Então, isso se encaixa perfeitamente com o programa ‘Mais IDH’ que o governo estadual está desenvolvendo. Também temos o interesse de chegar a esses municípios mais excluídos e buscar soluções para melhorar esses índices”, afirmou o representante do Unicef no Brasil, Gary Stahl.

Os sete desafios do Unicef são:

1) Eliminar as mortes evitáveis de crianças menores de 1 ano de idade e reduzir a mortalidade infantil indígena;

2) Garantir que cada criança e cada adolescente de 4 a 17 anos tenham acesso a escolas públicas inclusivas e de qualidade, aprendendo na idade certa os conhecimentos correspondentes a cada ciclo de vida;

3) Reduzir as altas taxas de homicídio contra crianças e adolescentes;

4) Garantir o acesso à justiça para todas as crianças e adolescentes;

5) Assegurar que adolescentes e jovens participem da vida democrática do país;

6) Reduzir o número de cesáreas desnecessárias;

7) Garantir a atenção humanizada e especializada para adolescentes e jovens nos serviços de saúde.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André