sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Polícia Federal deflagra Operação "Tânato" em cinco cidades do Maranhão




Operação cumpriu 16 mandados de busca e apreensão, 12 de condução coercitiva, alem da apreensão de bens e veículos 

Uma operação da Força-Tarefa Previdenciária, - Polícia Federal, em conjunto com o Ministério do Trabalho e Previdência Social e Ministério Público Federal -desarticulou na manhã desta sexta-feira (26), uma organização criminosa responsável por fraudar benefícios previdenciários no estado do Maranhão. 

Durante a operação “Tânato” que contou com a participação de 60 policiais federais e de dois servidores da Previdência Social, foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão, 12 de condução coercitiva, além do arresto de bens e veículos nas cidades de São Luís, São Bento, Palmeirândia, São José de Ribamar e Paço do Lumiar. Também foram apreendidos cartões de pagamento, dossiês de processos de benefícios, carimbos, receituários médicos em branco, além de vários documentos.

A quadrilha contava com a participação de um servidor do INSS, que teve suspenso, por determinação judicial, o exercício de suas funções públicas no âmbito da Previdência Social. Ele irá responder pela prática de corrupção passiva, além dos crimes de estelionato e formação de quadrilha pelos quais todos os acusados responderão.

O prejuízo inicialmente identificado, em 116 benefícios, aproxima-se de R$ 4,3 milhões. O valor do prejuízo evitado com a consequente suspensão desses benefícios, levando-se em consideração a expectativa de sobrevida média da população brasileira, é de R$ 6,5 milhões.

A operação e resultado de investigações da Força-Tarefa Previdenciária iniciadas em 2013, que identificaram um esquema criminoso no qual eram adquiridos cartões magnéticos de familiares de beneficiários falecidos, que eram utilizados para saques post mortem de benefícios previdenciários, foi constatado ainda que os óbitos não eram registrados junto aos cartórios para que os benefícios continuassem ativos e a quadrilha permanecesse efetuando os saques. Também ficou comprovada a falsificação de documentos públicos (identidade, certidões de nascimento) para fins de requerimento de benefícios previdenciários e assistenciais, além da realização indevida de empréstimos consignados.

A Força-Tarefa Previdenciária é uma ação conjunta entre Ministério do Trabalho e Previdência Social, Polícia Federal e Ministério Público Federal que visa a combater crimes contra o sistema previdenciário. Qualquer cidadão pode ajudar. Denúncias podem ser feitas à Ouvidoria Geral da Previdência Social, por meio da central telefônica 135. As informações são mantidas em sigilo.




















Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André