quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Professores da rede estadual vão paralisar atividades dia 12 de agosto



O SINPROESEMMA cobra do governo uma resposta à recomposição salarial deste ano, item que ainda não recebeu nenhuma proposta do Executivo estadual, que alega indisponibilidade financeira na mesa de negociação.

O objetivo é reivindicar pontos da campanha salarial 2016 que ainda não foram atendidos pelo governo do estado. Entre eles estão o reajuste salarial, a regulamentação das gratificações de Difícil Acesso, Área de Risco e Educação Especial, a segurança das escolas, a infraestrutura das unidades de ensino, a descentralização do serviço médico, a concessão da Gratificação do Pró-funcionário aos servidores do Cintra e a publicação das regras da ampliação.


SINPROESEMMA realizará paralisação estadual no dia 12 de agosto

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (SINPROESEMMA) realizará, no dia 12 de agosto, paralisação nas escolas da rede estadual em defesa da educação e valorização profissional. Em todo o estado, núcleos municipais e delegacias regionais irão às ruas para cobrar a garantia de direitos e conquistas da categoria.

O objetivo é reivindicar pontos da campanha salarial 2016 que ainda não foram atendidos pelo governo do estado. Entre eles estão o reajuste salarial, a regulamentação das gratificações de Difícil Acesso, Área de Risco e Educação Especial, a segurança das escolas, a infraestrutura das unidades de ensino, a descentralização do serviço médico, a concessão da Gratificação do Pró-funcionário aos servidores do Cintra e a publicação das regras da ampliação.

O SINPROESEMMA cobra do governo uma resposta à recomposição salarial deste ano, item que ainda não recebeu nenhuma proposta do Executivo estadual, que alega indisponibilidade financeira na mesa de negociação.

Por outro lado, o SINPROESEMMA apresentou ao secretário de Educação, Felipe Camarão, o estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) sobre os indicadores fiscais, no qual demostra que, no primeiro quadrimestre, o governo dispunha de cerca de R$ 211 milhões para aplicar em despesas com pessoal do conjunto do funcionalismo público estadual, o que inclui, a contratação e nomeação de servidores, pagamento de progressões, reajuste salarial e outros.

“Com a mobilização, esperamos resultado positivo para a categoria que almeja o cumprimento de direitos conquistados com muita luta pelos trabalhadores e trabalhadoras”, destaca a presidenta doSINPROESEMMA, Benedita Costa.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André