Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

domingo, 20 de novembro de 2016

PERIGO: animais soltos nas estradas do Maranhão aumentam o risco de acidentes



Animais soltos às margens das rodovias estaduais e federais no Maranhão vem preocupando motoristas que trafegam por estas estradas. O medo se justifica, já que é grande o risco dos condutores se envolverem em colisões e atropelamentos resultando em acidentes graves, como o registrado recentemente na BR-316 que resultou em duas mortes. Desrespeito às leis de trânsito e animal na pista causa acidente na BR-316 no MA.


O médico norte-mirandense, Cardoso Bezerra, é um dos que lamenta o aumento do numero de animais soltos nas estradas. Ele tráfega quase que diariamente pelas BRs do Maranhão, e fez este flagrante fotográfico no último sábado (19), na BR-135 - na localidade Caxuxa.


Revoltado o médico fez um desabafo sincero:   "Fico indignado com a grande quantidade de animais - jumentos - soltos na BR-135, afinal é obrigação de quem recolhe-lhos??? DNIT OU PRF??? Porque ninguém faz nada, nessa região tá demais. Muitos jumentos na estrada. Fiz esse registro fotográfico  ontem, sábado (19), na  Caxuxa.  Aqui na UTI chegou ontem  - sábado (19), - um motociclista quase morto depois de bater em um animal.

Vale esclarecer que não são apenas nas BRs que existem animais soltos, as rodovias estaduais sofrem do mesmo problema.  O Maranhão é cortado por SETE rodovias federais, BRs 135, 402, 222, 230, 316, 010, 226, que servem como vitrine, já que diariamente a PRF divulga relatório e informações. São 3.400 quilômetros de BRs enquanto o estado tem sob o seu controle  cerca de 10.000 Kms de rodovias estaduais. Como a SSP-MA não divulga relatórios sobre acidentes nas MAs fica as vezes a falsa impressão de este é um problema apenas das BRs.  

O Inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Antonio Noberto, esclarece que é atribuição da PRF recolher os animais soltos e que nos últimos três / quatro anos o número de acidentes e vítimas por atropelamento de animal vem diminuindo, devido a intensificação do trabalho de recolhimento.

No entanto a PRF vem enfrentando dificuldades com relação à destinação dos animais recolhidos. Recentemente foi assinado um convenio entre Policia Rodoviária Federal e Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged/MA), onde ficou definido que a PRF ficaria responsável pelo recolhimento e a Aged pela guarda, abrigo e destino dos animais. 

Só que até o momento nenhum local foi disponibilizado pela Aged, fato que impede um trabalho mais intenso na apreensão dos animais.

Mesmo com este impasse a PRF buscou convênios com prefeituras no sentido de garantir a guarda dos animais. Vale ressaltar que poucas prefeituras aceitaram firmar este acordo.     

Noberto enfatiza que A PRF ajudou bastante o governo do estado para que o Maranhão recebesse a certificação de "zona livre de febre aftosa com vacinação", no entanto, não está recebendo atenção recíproca no que tange a destinação dos animais recolhidos...



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

Clinica Santo André

Clinica Santo André