quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Ação desastrada do governo Flávio Dino repercute na Câmara Federal


"Há um consenso de que em épocas de crise, como a que estamos vivendo, não cabe aumento de tributos. Mas não é isso que ocorre no Maranhão. O governador Flávio Dino conseguiu aumentar o ICMS de produtos que irão impactar diretamente as pessoas que mais precisam do apoio do poder público”




O aumento das alíquotas do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre energia elétrica, combustíveis e outros itens, instituído pelo governador Flávio Dino, motivou uma saraivada de críticas de todos os setores da sociedade. Até mesmo aliados políticos do comunista chegaram a criticar o chefe. De tão antipática, a iniciativa logo ganhou um apelido: “Programa Mais Impostos”.

Esta semana, a desastrada ação do governador maranhense ganhou destaque no plenário da Câmara Federal em Brasília. Em pronunciamento na tribuna, o deputado Hildo Rocha (PMDB) afirmou que a medida irá contribuir para o aumento generalizado de produtos e serviços.

“Os custos de energia, combustíveis e outros produtos, irão aumentar para todos, mas as pessoas de menor renda, os mais pobres, serão os mais atingidos porque os tributos cobrados sobre o consumo é o mais perverso. A carga tributária sobre a renda e o patrimônio e muito pequena, logo, quem é rico irá pagar proporcionalmente menos. Ou seja, Flávio Dino resolveu sacrificar os mais pobres. Os que têm menos condições serão, portanto os mais afetados”, argumentou Rocha.

Estelionato eleitoral

O parlamentar lembrou que durante a campanha eleitoral, em 2014, o governador Flávio Dino prometeu que iria instituir ações capazes de aumentar a arrecadação sem aumento de impostos. “Infelizmente o governador fez exatamente o contrário, impôs medidas que prejudicam famílias humildes”, destacou Hildo Rocha.

Governo fracassado

De acordo com o deputado, a população não aguenta mais tantos desmandos praticados pelo governador comunista. “O povo não aguenta mais o governo Flávio Dino porque além de não oferecer serviços de qualidade nas áreas da segurança, da saúde e da educação ainda sobrecarrega o povo mais pobre aumentando tributos”, declarou Rocha.

Carga tributária elevada

O parlamentar ressaltou que a decisão do governador contraria a lógica do senso comum. “Há um consenso de que em épocas de crise, como a que estamos vivendo, não cabe aumento de tributos. Mas não é isso que ocorre no Maranhão. O governador Flávio Dino conseguiu aumentar o ICMS de produtos que irão impactar diretamente as pessoas que mais precisam do apoio do poder público”, lamentou Hildo Rocha.

https://youtu.be/a6uLHTuFTRQ
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André