Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

sexta-feira, 3 de março de 2017

Você lutou muito, Adalberto. A hora do descanso chegou...


A homenagem de Edmílson Sanches ao jornalista, editor, pesquisador, historiador, escritor, especialista gráfico, microempresário e macroamigo Adalberto Franklin. 


Meu coração não tem dedos. Se os tivesse, não escreveria o que estou escrevendo. Apelo para o mais forte em mim para deixar aqui estas palavras: Adalberto Franklin, amigo, colega, confrade, parceiro de ideias e ideais, irmão de utopias, deixa-nos.


Deixa-nos, porque Adalberto é um forte -- e são os fortes que vão à frente, fazendo a picada, abrindo as entranhas das brenhas do maior dos mistérios: a morte.

Há um estranhamento na alma, uma dor espalhada no peito, o nó da garganta dobra de tamanho... e uma teimosia de lágrimas embaça os olhos e dificulta escrever isto aqui.

Um amigo comum me liga perto da meia-noite e me pergunta se eu já sabia. De imediato, meu cérebro, minha alma e minha mente dão comandos que despejam fluidos como se me preparando para o perigo. Umas partes tremem, músculos contraem. Mas não há o que fazer e a notícia é dada: meu amigo acaba de falecer na solidão de uma UTI.

Nós que (ainda) estamos vivos criamos a ilusão de que somos eternos. Mas não somos. Somos enfermos, dia a dia caminhando para a única e definitiva verdade humana -- a morte.

Ligo para familiares do Adalberto -- será que um deles me diria que tudo não passou de um contratempo e que Adalberto continuava em franca recuperação, como há algumas horas era o que se sabia?

A negação é a primeira fase da não aceitação. E dois familiares e, depois, amigos, já entrando este novo dia confirmam: o jornalista, editor, pesquisador, historiador, escritor, especialista gráfico, microempresário e macroamigo Adalberto Franklin nos deixou aqui, neste vale de lágrimas.

Não sei, não sabemos, não saberemos os planos de Deus. Mas, se Ele conhece o Adalberto Franklin, que Ele permita que esse supertalentoso amigo continue escrevendo lá no Éden.

Que Deus lhe conceda a mais exclusiva das entrevistas e, com ela, Adalberto revele o Senhor mais completamente para nós...

Força , Dª Iracema! Força, irmãos! Força, filhos! Força, muita força para todos vocês desse grande clã -- a família Pereira de Castro.

Você lutou muito, Adalberto.

A hora do descanso chegou...

EDMILSON SANCHES.

Foto: Adalberto Franklin recebendo de Edmilson Sanches o título de Cidadão Imperatrizense, em 2012, quando completou 50 anos de vida e 40 anos de vivência em Imperatriz.


ADALBERTO FRANKLIN (28/04/1962--02/03/2017): VELÓRIO E ENTERRO


O corpo do jornalista Adalberto Franklin chegou ao endereço da família às 3 horas da madrugada desta sexta-feira, 03/03/2017. Estive presente das 2h às 4h. Familiares confirmam que o velório continuará no endereço da Família Pereira de Castro, na Rua João Pessoa, nº 1000, bairro Bacuri. Trata-se de área de um quarteirão, onde diversos membros da Família têm residências, com ampla área livre, bem arborizada, altas mangueiras e outras plantas.

Durante toda esta sexta-feira a Família Pereira de Castro receberá as condolências dos amigos, conhecidos, colegas, autores publicados por Adalberto Franklin... Familiares estão sendo esperados de diversos pontos do país, inclusive São Paulo.

Às 9h da manhã de sábado, dia 04, o féretro sairá para o Cemitério Campo da Saudade, na Avenida Newton Bello, bairro Santa Inês, onde Adalberto será enterrado próximo do pai, Sr. Martinho Castro. O Sr. Martinho e Dª Iracema, pais de Adalberto, tiveram outros treze filhos.

Sexta-feira, dia 3

Velório e vigília na residência familiar Rua João Pessoa, n. 1000, bairro Bacuri 

Sábado, dia 4

7h - Missa de corpo presente na Catedral Nossa Senhora de Fátima 

8h - Saída para a Academia Imperatrizense de Letras

8h às 10h - Homenagens na Academia Imperatrizense de Letras



10h - Cortejo até o cemitério Campo da Saudade


Adalberto Franklin faleceu às 22h40 de quinta-feira, 02/03/2017, na UTI do Hospital da Unimed, em Imperatriz (MA). Ele lutou durante três semanas contra um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico, sofreu pneumonia e tinha diabetes, além de ter resistido a delicada cirurgia cardíaca em São Luís (MA). Até quarta-feira notícias davam conta de que Adalberto estava se recuperando. Lamentavelmente, as horas posteriores não confirmaram o quadro positivo, assim falecendo o grande jornalista, editor e escritor imperatrizense.

Adalberto Franklin nasceu em 28 de abril de 1962, em Uruçuí (PI). Daqui a 57 dias, portanto, completaria 55 anos de idade, 45 deles vividos em e por Imperatriz. Destaca-se como o mais competente e consistente pesquisador da história imperatrizense e regional, para qual dedicava grande parte de seu tempo, talento, esforço, saúde e outros recursos. Publicou diversos livros, nas áreas de História, Economia, Religião, Metodologia. Editou mais de 1.000 livros de autores imperatrizenses, regionais, estaduais e nacionais. Deixa vários livros em fase de conclusão, pesquisa, projeto e reedições.

No serviço público, foi presidente da Fundação Cultural de Imperatriz, secretário municipal (Desenvolvimento Econômico e Gestão Pública) de Imperatriz e secretário de Comunicação Social da Prefeitura de Açailândia (MA). Desempenhou intensa e reconhecida atividade em movimentos da Igreja Católica de Imperatriz. Candidatou-se a prefeito em 2012.

EDMILSON SANCHES.
esanches@jupiter.com.br



Sexta-feira, dia 3

Velório e vigília na residência familiar Rua João Pessoa, n. 1000, bairro Bacuri 

Sábado, dia 4

7h - Missa de corpo presente na Catedral Nossa Senhora de Fátima 

8h - Saída para a Academia Imperatrizense de Letras

8h às 10h - Homenagens na Academia Imperatrizense de Letras


10h - Cortejo até o cemitério Campo da Saudade

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

Clinica Santo André

Clinica Santo André