quarta-feira, 3 de maio de 2017

Adolescentes matam jovem degolado e estupram garota de 15 anos, grávida de seis meses



A banalização do mal definida pela filósofa Hannah Arendt como a naturalização da prática da maldade contra outro ser humano, feita de forma mecânica e sem nenhum constrangimento, é sem dúvida a melhor definição para a época em que estamos vivendo. O mal esta banalizado tanto para os que o praticam, quanto para aqueles - a grande maioria - que assistem as sucessivas barbáries praticadas a todo instante e em todas as partes. 

Vitimas de uma normose patológica tendemos cada vez mais a ver atos criminosos, desumanos e violentos como algo normal e até necessário. A banalização do mal e a normose tem a capacidade de matar em nós sentimentos como indignação, justiça, empatia, misericórdia, amor ao próximo, benevolência e cidadania, e ao mesmo tempo fazer brotar outros como, ódio, desejo de vingança, justiçamento - fazer justiça com as próprias mãos - , egoismo, indiferença e impiedade. 

Uma barbárie registrada por volta da meia noite desta terça-feira (2), na divisa do Maranhão com o Piaui, mais precisamente sobre a ponte que liga o município maranhense de Benedito Leite a Uruçuí, município piauiense, chama a atenção e está sendo destaque nacional por vários motivos, entre eles, o aumento da violência e dos atos criminosos praticados por menores de idade, o grau de perversidade cada vez maior destes adolescentes, a frieza com que relatam os crimes e vida pregressa dos autores destes crimes, muitos com dezenas de passagens pela policia e pelas casas de recuperação. 

O pequeno município de Benedito Leite, distante 663 km de São Luis, tem 5.524 moradores e faz divisa com o piauiense Urucui, de 20.149 habitantes, distante 474 quilômetros de Teresina. 



Por volta da meia noite de terça-feira (02), um jovem de 19 anos, identificado como Flaviano da Silva Marinho, e a namorada, uma jovem de 15 anos, gravida de seis meses, atravessavam de moto a ponte sobre o rio Parnaíba, vindo de Uruçuí para a cidade de Benedito Leite, quando foram abordados por três adolescentes, dois de 16 e outro de 13 anos.

A intenção dos assaltantes era roubar a moto, mas a vítima reagiu e travou luta corporal com os delinquentes. O jovem de 19 anos foi degolado e o corpo jogado no rio Parnaíba. Segundo o delegado, os suspeitos primeiro estupraram a garota, degolaram o namorado na frente dela e em seguida jogaram o corpo do rapaz no rio. 

“Ao abordar o casal na ponte, eles levaram a vítima para um matagal. Eles confessaram o estupro coletivo na adolescente grávida. Depois do crime liberaram a moça", falou o delegado. Assim que os suspeitos fugiram, a jovem saiu em busca de ajuda e acionou uma viatura da Polícia Militar que passava próximo ao local.

Ainda conforme o delegado "Somente um dos menores tem mais de 10 passagens na polícia por assaltos, roubos, tráfico de drogas e tentativa de homicídio. Em depoimento, ele revelou que veio com os amigos de Benedito Leite, no Maranhão, até Uruçuí para arrombar casas e praticar outros delitos, quando viram o casal de moto e decidiram roubar o veículo. Após luta corporal com a vítima, o suspeito disse ter feito vídeos degolando o rapaz", 

"Os suspeitos são do Maranhão e conhecidos da polícia do Piauí porque foram apreendidos diversas vezes por assaltos, roubos, tráfico de drogas e tentativa de homicídio. Eles já cumpriram medidas socioeducativas, no entanto continuam no mundo do crime", falou Bruno Ursulino.

Após buscas na região, a polícia apreendeu dois dos menores, enquanto o terceiro foi apresentado na manhã desta quarta-feira (3) pelo próprio pai na delegacia de Uruçuí. Todos foram ouvidos na presença dos seus pais e confessaram a prática criminosa com detalhes no crime

O corpo do jovem foi encontrado por volta das 9h30 desta quarta-feira (3), na beira do rio Parnaíba em Uruçuí. Segundo o delegado Bruno Ursulino, pescadores que ajudavam nas buscas identificaram a vítima e acionaram a polícia.

Diante das informações, o delegado fez diligências para encontrar os celulares e a moto da vítimas, que foram levados pelos assaltantes. Após identificar duas namoradas dos suspeitos, as moças entregaram os aparelhos e prestaram depoimento na delegacia.

"Os menores tentaram esconder os celulares nas casas das namoradas, mas elas entregaram os aparelhos e alegaram que não sabiam do crime. Ainda vamos solicitar perícia para recuperar as imagens e se possível utilizar os vídeos como prova", acrescentou Bruno Ursulino.

O delegado Everton Ferrer, gerente de policiamento do interior revelou que a faca do crime foi encontrada na casa da namorada de um dos adolescentes. Ainda segundo o delegado, os celulares das vítimas e dos suspeitos estão sendo analisados para recuperar o vídeo que eles disseram ter feito no momento do crime.

O delegado Bruno Ursulino, que investiga o caso, já solicitou a internação dos três menores em Teresina. Os adolescentes devem ser transferidos ainda nesta quarta-feira (3) para a capital.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

Clinica Santo André

Clinica Santo André