quinta-feira, 18 de maio de 2017

Miranda do Norte: caminhada, palestras e entrega de equipamentos marcam o 18 de Maio









Diversas ações educativas e atividades de conscientização marcaram esta quinta-feira, 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Miranda do Norte. Este é o 17º ano de mobilização no “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, instituído pela Lei Federal 9.970/00.

A data que é uma conquista na luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes, marca o encerramento das atividades desenvolvidas durante a Semana de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes iniciada na segunda-feira (15), com a realização de diversas palestras nas escolas da rede municipal.


Na manhã desta quinta-feira (18), uma multidão saiu as ruas em caminhada pelo Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Com início na Escola Benedita Oliveira Saraiva e termino na quadra poliesportiva da Escola Ely Bezerra Ribeiro, a passeata atraiu uma grande multidão.

A programação continuou com uma palestra que reuniu o prefeito do município, Eduardo Belfort, secretárias e secretários municipais, vereadores, representantes da sociedade civil organizada e associações de classes, além do delegado de Polícia Civil de Miranda do Norte, José Souza e do Delegado Especial Carlos Damasceno.

Marcando a data especial, o prefeito entregou ao Conselho Tutelar do município um refrigerador, cinco computadores, uma impressora multifuncional, um bebedouro e um veículo que devem contribuir para o combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes.



A cada ano aumenta a adesão as mobilizações em torno do “18 de Maio” por meio de caminhadas, audiências públicas, debates nas escolas, concurso de redação nas escolas, exibição de filmes e debates, realização de seminários e oficinas temáticas e de prevenção a violência sexual, panfletagem, criação de produtos de comunicação sobre a temática, campanhas nas rádios e entrevistas com especialistas entre outros.

Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

A proposta do “18 DE MAIO” é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

A violência sexual praticada contra a criança e o adolescente envolve vários fatores de risco e vulnerabilidade quando se considera as relações de geração, de gênero, de raça/etnia, de orientação sexual, de classe social e de condições econômicas. Nessa violação, são estabelecidas relações diversas de poder, nas quais tanto pessoas e/ou redes utilizam crianças e adolescentes para satisfazerem seus desejos e fantasias sexuais e/ou obterem vantagens financeiras e lucros.

Nesse contexto, a criança ou adolescente não é considerada sujeito de direitos, mas um ser despossuído de humanidade e de proteção. A violência sexual contra meninos e meninas ocorre tanto por meio do abuso sexual intrafamiliar ou interpessoal como na exploração sexual. Crianças e adolescentes vítimas de violência sexual, por estarem vulneráveis, podem se tornar mercadorias e assim serem utilizadas nas diversas formas de exploração sexual como: tráfico, pornografia, prostituição e exploração sexual no turismo.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André