quarta-feira, 19 de julho de 2017

Negligência: denúncia leva polícia a localizar criança vítima de abandono e maus tratos em São Luís




Criança de um ano e dois meses encontrada em ponto de vendas de drogas, em poder de traficante, teria sido entregue como pagamento de divida de droga. 
    
Informações repassadas ao Disque denúncias levaram policiais militares até uma residência no bairro João de Deus, em São Luís, onde funcionaria um ponto de venda de drogas comandado por uma mulher de 33 anos, que teria sobre sua guarda uma criança do sexo masculino, de um ano e dois meses de idade. O menino que estaria sofrendo maus tratos e abandono, teria sido dado a mulher como pagamento de uma divida de drogas, há cerca de nove meses.

Chegando ao local os policiais encontraram Francileia Frazão de Araújo, 32 anos, contra quem consta mandado de prisão em aberto. O menino foi localizado em poder de terceiros. A criança não tem registro de nascimento e está desnutrido, o local onde reside tem muito lixo e sujeira. 

Conforme relatos de testemunhas, o menino era deixado sozinho em casa, quando a suspeita saía durante noite. A mulher foi presa e encaminhada para o DP do São Cristóvão, já a  criança foi entregue aos cuidados do Conselho Tutelar.



   
    
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

Clinica Santo André

Clinica Santo André