sexta-feira, 14 de julho de 2017

Pastor Bel condena Invasão policial a templo da Assembleia de Deus no Maranhão



"O ato é arbitrário, uma vez que os agentes além de não apresentarem o devido mandado de prisão,  invadiram um estabelecimento, mesmo que público, inviolável, sobre proteção constitucional, que é o templo religioso, sem a permissão do responsável por ela (igreja) e durante o culto religioso, sem falar que isso se desprendeu a noite, o que é totalmente ilegal e esdrúxulo"     

Um empresário foi preso dentro de um templo da Assembléia de Deus, durante a Realização de um culto. Membro da igreja, o fiel assistia a celebração religiosa na noite da última quarta-feira (12), na cidade de Santa Luzia, município localizado a 280 Km da capital maranhense, quando policiais teriam interrompido o culto e entrado dentro da igreja para prender o homem.

Casado e pai de dois filhos, Sebastião Rodrigues, mais conhecido como Irmão Sérgio, é proprietário da loja Eliz Modas. Pessoa bastante conhecida entre os evangélicos da cidade, sua prisão surpreendeu a todos. Irmão Sérgio seria suspeito de manter relacionamento com uma adolescente de 16 anos, fato que teria motivado a sua prisão.  

O fato ganhou grande repercussão e causou revolta e indignação entre os evangélicos e a população em geral.  Nesta sexta-feira (14), o Pastor e suplente de senador, Heber-Waldo Silva Costa, - PASTOR BEL - divulgou nota repudiando o que chamou de ato truculento e desrespeitoso ao culto religioso, já que segundo Pastor Bel, os policiais adentraram ao templo e pararam o culto, a fim de apreender um membro, sob a acusação de um crime, sem mandado de segurança e sem provas cabais. 

Ainda segundo a nota, o ato é arbitrário, uma vez que os agentes além de não apresentarem o devido mandado de prisão,  invadiram um estabelecimento, mesmo que público, inviolável, sobre proteção constitucional, que é o templo religioso, sem a permissão do responsável por ela (igreja) e durante o culto religioso, sem falar que isso se desprendeu a noite, o que é totalmente ilegal e esdrúxulo.     

Pastor Bel cobra providencias do Secretário de Segurança Pública no sentido de reparar os transtornos causados pelos agentes públicos daquela cidade, à igreja Assembleia de Deus, bem como ao pastor e aos membros daquela instituição religiosas . 


NOTA DE REPUDIO 
  
Eu, Heber-Waldo Silva Costa, Pastor da Assembleia de Deus em São Domingos do Maranhão e Suplente de Senador da Republica, venho a público e diante do Secretário de Segurança Pública do Estado do Maranhão, Dr. Jefferson Portela, externar minha indignação com a atitude da Policia Civil, através do Delegado titular da comarca de Santa Luzia do Tide, em ato truculento e desrespeitoso ao culto religioso na sede da igreja Assembleia de Deus de Santa Luzia do Tide, pastoreada pelo Pastor Jocimar, quando adentraram ao templo e pararam o culto, a fim de apreender um membro, sob a acusação de um crime, sem mandado de segurança e sem provas cabais.

Demonstro minha solidariedade ao amigo pastor e a toda comunidade evangélica naquela cidade, repudiando todo tipo de perseguição religiosa, bem como atos desrespeitosos e autoritários por parte daqueles que deveriam fazer a proteção e resguardar o cumprimento da lei. Conforme preceitua a nossa Constituição Federal em seu art. 5, VI, em verbis:

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

VI – e inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

Em tempo, repudio o ato realizada, de forma arbitraria, contraria a lei, pois os agentes não apresentaram o devido mandado de prisão, bem como invadiu um estabelecimento, mesmo que público, inviolável, sobre proteção constitucional, que é o templo religioso, sem a permissão do responsável por ela (igreja) e durante o culto religioso, sem falar que isso se desprendeu a noite, o que é totalmente ilegal e esdrúxulo.

Diante dessa nota de repudio, peço que o Sr. Secretário de Segurança Pública, tome as medidas cabíveis para amenizar o transtorno causados pelos agentes públicos daquela cidade, causou a igreja Assembleia de Deus, bem como ao pastor e membros da mesma.


Pastor Heber-Waldo Silva Costa

Suplente de Senador. São Domingos do Maranhão, 13 de Julho de 2017.



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário:

  1. é uma pena, que diante da abominação, que é para o SENHOR: LIDERES da igreja saiam em defesa de um ato tao vergonhoso: a vitima, do suposto estrupo, não uma jovem e sim UM jovem;

    ResponderExcluir

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André