quarta-feira, 18 de outubro de 2017

A cultura do medo domina o Maranhão - Robert Lobato



Este espaço reproduz na íntegra, análise coerente do jornalista Robert Lobato, sobre o patrulhamento ideológico, a violenta coerção e o cerceamento da liberdade de expressão e de pensamento que domina o Maranhão. 

Robert traduz de forma coerente o sentimento aterrorizante que atinge muitas autoridades públicas, principalmente prefeitos, deputados, funcionários públicos, além de profissionais autônomos, empresários etc. 

Conforme o articulista,  a CULTURA do MEDO não se restringe apenas no temor de sair na rua e ser assaltado ou quiçá morto por um delinquente, ou, um policial não menos delinquente, como ocorreu com o funcionário do IBAMA no último final de semana.


A CULTURA DO MEDO

Em conversa com um dileto amigo do mundo jurídico maranhense, chegamos à conclusão de que ainda persiste uma CULTURA DO MEDO no estado. Aliás, que não só persiste como foi aprofundada nos últimos anos. Um medo que se restringe não apenas em sair na rua e ser assaltado ou quiçá morto por um delinquente, ou, um policial não menos delinquente, como ocorreu com o funcionário do IBAMA no último final de semana.

O medo que nos referíamos é o das pessoas não expressarem sua opinião sobre o Maranhão, o governo e o governador. Um medo que atinge muitas autoridades públicas, principalmente prefeitos, deputados, funcionários públicos, além de profissionais autônomos, empresários etc.

No território da política, vemos prefeitos serem obrigados engolir a seco tratamentos não condizentes com a condição de representes do povo da sua cidade; terem que ir ouvir mentiras e promessas de ajudas que nunca chegam, mas, ainda assim, preferem lamentar em 'off' do que colocar a boca no trombone.

Com alguns deputados estaduais, e mesmo federais, ocorre o mesmo. A CULTURA DO MEDO acovada até os parlamentares mais jovens, que ao invés de mostrarem coragem e firmeza em suas posições e convicções políticas, preferem a caminhada pusilâmine rumo ao mercado varejista da política mais mesquinha!

Infelizmente, essa CULTURA DO MEDO também alcança jornalistas, blogueiros, radialistas etc., que mesmo ganhando nada dos atuais inquilinos do poder, ou ganhando muito pouco, não têm coragem de sequer fazer e publicar uma crítica honesta e construtivas aos aliados. Pelo contrário, em alguns casos deixam-se ser usados da forma mais escrota possível para atingir adversários dos novos "Donos do MAR...".

O que ainda nos anima, no caso eu e o meu amigo causídico, é o fato que não perdemos a esperança com facilidade.

Ainda que um certo "Coveiro da Esperança" vague dias, tardes e noites promovendo e aprofundando a CULTURA DO MEDO pelo Maranhão afora.

Um dia isso acaba!

Robert Lobato

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André