sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Ministério Público oferece a NONA denúncia contra ex-prefeito de Cantanhede




Ex-prefeito Kabão é alvo de uma enxurrada de denúncias 

Acusado pela gestão Ruivo de ter deixado 17 inadimplências, alvo de outras investigações que estão em curso e devem resultar em novas denúncias ao MPF e MPMA,  o ex-prefeito de Cantanhede, José Martinho foi alvo de mais uma ação, na verdade esta é a NONA denúncia contra o ex-prefeito só em 2017 no MPMA. Além destas ele também foi denunciado pelo MPF. A maioria das Ações Civil Pública são por atos de improbidade administrativa. 

Desde que assumiu o comando da prefeitura de Cantanhede, o prefeito Ruivo vem denunciado as muitas irregularidades deixadas pelo ex-prefeito José Martinho dos Santos Barros, o Kabão que durante oito anos esteve a frente do executivo municipal.

Conforme a nova gestão, já foram identificadas e denunciadas ao Ministério Publico Estadual, 17 inadimplências, quase todas resultado de convênios deixados de prestar contas. Só na Cultura são seis convênios sem prestação de contas. Ruivo enfatiza que hoje, a prefeitura só celebra convênios por conta de uma liminar federal.

Novas denúncias ainda devem surgir nos próximos dias, já que o município aguarda resultado de um relatório que deve revelar a dívida real da prefeitura com o IAPMC (Instituto de Aposentadorias e Pensões do Município de Cantanhede

Inadimplência deixa Cantanhede sem o programa Brasil Alfabetizado

Documentos comprovam denúncia contra ex-prefeito de Cantanhede

Administração Kabão deixa dívida de vinte e nove milhões e meio com INSS


A denuncia desta sexta-feira (20), onde o MPMA requer indisponibilidade de bens de ex-prefeito, está baseado na reprovação das contas de um convênio firmado com a Secretaria de Estado de Cultura (Secma) para realização do Carnaval 2014 em Cantanhede.

Nas contas do convênio nº 076/2014, foram constatadas a ausência de informações sobre ações programadas e executadas; diferenças entre as datas estabelecidas e o período de execução.

Outras irregularidades foram a inexistência de contratos de exclusividade entre o Município e a empresa V. Mendonça da Silva-ME, registrados em cartório, além da falta da assinatura do ex-prefeito na lista de bens.

José Martinho foi notificado duas vezes para regularizar a prestação de contas mas as inconsistências não foram corrigidas. A omissão levou a secretaria imputar ao ex-gestor multa de R$ 125,8 mil.

Além da indisponibilidade de bens, o Ministério Público pede a condenação do ex-prefeito às penas previstas na Lei de Improbidade Administrativa (Lei nº 8.429, de 2 de junho de 1992).

Entre as penalidades estão o ressarcimento integral do dano, perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, perda de eventual função pública, suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos e pagamento de multa civil de até duas vezes o valor do dano.

Outro pedido é a condenação de José Martinho Barros à proibição, por cinco anos, de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais e/ou creditícios, direta ou indiretamente, mesmo que por meio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário.


Kabão é alvo de mais uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa


Ex-prefeito Kabão volta a ser alvo de ação do MPMA


Ministério Público do Maranhão ajuíza a 5ª denúncia contra Kabão


Ex-prefeito Kabão é recordista em numero de denúncias do Ministério Público


Kabão é denunciado pela 4ª vez em em menos de um mês, agora o MPMA pede a indisponibilidade dos bens de ex-prefeito


Kabão é alvo de denúncias do Ministério Público


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André