Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Souza Neto ignora derrota da sogra e comemora vitória de candidata de Flávio Dino



Ao fortalecer o projeto de reeleição dos comunistas, Souza Neto joga contra o duro e inflamado discurso oposicionista da cunhada e dos sogros. Afinal, será que o deputado converteu-se ao comunismo e decidiu rebelar-se contra seu criador?

Enquanto a deputada Andrea Murad (PMDB) usa a tribuna da Assembleia para criticar o governador Flavio Dino, a quem atribui a derrota de sua mãe, Teresa Murad em Coroatá, o deputado Souza Neto(PROS), sobe a mesma tribuna para enaltecer e comemorar a vitória de Vianey Bringel (PSDB), em Santa Inês, o curioso e que Vianey é a candidata oficial do governador e do PCdoB e contou com o apoio expressivo e decisivo de Flávio Dino para vencer o pleito.

É no minimo estranho, para não dizer deselegente, desleal e traiçoeiro, que o cunhado da deputada, e genro do casal Ricardo e Teresa Murad, nada diga sobre a derrota da sogra e os motivos de sua não reeleição, preferindo aplaudir o crescimento e a vitoria de um candidato apoiado pelo arqui-inimigo da família de sua esposa.

Enquanto Andrea diz que a hora de Flavio Dino cruzar a porta da rua está chegando para nunca mais voltar, seu cunhado Sousa Neto joga contra fortalecendo o projeto de governo do comunista e pavimentado a reeleição de Flavio.

“O resultado eleitoral de domingo, em Coroatá, não reflete a soma dos votos, reflete isso sim o despudor, a vergonha, o desrespeito total pelas regras democráticas e o ódio que desde o Palácio dos Leões um desequilibrado que necessita urgentemente de rápidos cuidados médicos a nível psiquiátrico, nutre por quem se atreve a lhe fazer oposição tentando impedir que ele destrua ainda mais o nosso Estado” enfatiza a parlamentar.


AUTORITARISMO

Ao ocupar a tribuna, a deputada Andrea Murad também criticou duramente o governador Flávio Dino, condenando a prática utilizada pelo governo, durante as eleições, no município de Coroatá. “O governador Flávio Dino, a quem só falta um pequeno bigode e se chamar Adolf para ser o Hitler do Maranhão, comandou pessoalmente a ocupação policial em que Coroatá foi palco nos últimos dias de campanha”, afirmou a deputada.


Ela frisou que, em Coroatá, a lei, a ordem pública e as regras democráticas foram escandalosamente subvertidas ao arrepio da Constituição: “E com a conivência de uma promotora e uma juíza que mais pareciam funcionárias do governo. O que se passou de fato na eleição em Coroatá ultrapassou todos os limites do que é razoável e é um exemplo claro da forma déspota, irracional e ditatorial como alguém insano e desequilibrado governa um Estado, recorrendo à força, à arbitrariedade e à descarada compra de votos.”


Andrea Murad denunciou que o resultado da eleição em Coroatá foi fruto do maior abuso de poder econômico, político e policial jamais visto na historia de Coroatá e na história do Maranhão. “O resultado eleitoral de domingo, em Coroatá, não reflete a soma dos votos, reflete isso sim o despudor, a vergonha, o desrespeito total pelas regras democráticas e o ódio que desde o Palácio dos Leões um desequilibrado que necessita urgentemente de rápidos cuidados médicos a nível psiquiátrico, nutre por quem se atreve a lhe fazer oposição tentando impedir que ele
destrua ainda mais o nosso Estado”, discursou a deputada.

Ela passou, então, a mandar um recado direto, em seu discurso: “Governador Flávio Dino, me ouça, tenha a coragem e a educação de escutar quem representa e foi eleita pelo povo do nosso Estado, o seu tempo está acabando. A sua hora de cruzar a porta da rua está chegando para nunca mais voltar. Já fez muito mal ao nosso povo e ao nosso Estado para que as pessoas do bem possam assistir, destemidas e serenas, aos seus desvarios e irresponsabilidades. Sua fixação
doentia, governador, provocou a derrota de muitos dos seus aliados, como o Presidente desta Casa, como o deputado Othelino e muito outros.”

Ao encerrar seu pronunciamento, a deputada do PMDB acrescentou que a postura do governador Flávio Dino “provocou a derrota não só de aliados, mas de sócios, para não citar só Caxias, Barreirinhas, Imperatriz, entre tantos outros. Mas saibam que essa ação abusiva promovida pelo governador Flávio Dino em Coroatá não nos intimida e não nos engana. O Presidente Abraham Lincoln disse um dia: “se pode
enganar a todos por algum tempo, se pode enganar alguns por todo o tempo, mas não se pode enganar a todos por todo tempo”. E é por isso que a máscara do governador Flávio Dino está caindo dia após dia”, ressaltou Andrea Murad.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

Clinica Santo André

Clinica Santo André