sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

E dever do estado identificar e prender vândalos que destruíram escola




Um grupo de vândalos destruíram uma escola da rede municipal nesta terça-feira (25), em um município Maranhense. 

A Escola Municipal Humberto de Campos, localizada no povoado Bela Vista, município de Esperantinópolis, tem uma boa estrutura física, é murada, têm prédios anexos, possivelmente secretaria e banheiros, corrimão e até rampa para cadeirantes. além disso materiais de construções podem ser vista em torno da escola: areia, brita e ferros para colunas, indicando que a escola passava por reforma. Nada disso foi suficiente para convencer ou intimidar os vândalos, que em uma ação criminosa, derrubaram as paredes e o teto da escola. 


Defensores dos vândalos alegam que a demolição só ocorreu porque o prédio apresentava rachaduras e oferecia risco de morte aos estudantes. Argumento facilmente desmentido através das varias fotos da escolas publicadas em diversos blogues e portais de noticias de todo o Brasil. Onde não aparecem nenhuma rachadura. Pelo contrário, a estrutura do prédio aparenta ser solida e resistente, já que cinco homens tiveram dificuldades para demolir o prédio, de tal modo que boa parte da escola ainda continua de pé, apesar do insistente e orquestrado ato de vandalismo. 

Prefeito Dr. Raimundinho


Através de Email, o prefeito de Esperantinópolis, Dr. Raimundinho, enfatizou que a escola estava sendo reformada e que os pedreiros que estavam no local no momento do ataque dos criminosos filmaram a destruição da unidade escolar.

“Boa noite. Quero informar que a escola da Bela Vista já estava em reforma. Foi filmado o vandalismo pelos próprios pedreiros. Olhando a foto da frente da escola, nota-se o material de construção e as colunas sendo erguidas na parte da frente. Eles calcularam até o local exato pra destruírem: parte de trás. O vídeo é claro. Cinco homens participaram do ato. Tiveram muito trabalho. Mesmo após destruírem as paredes, o teto não cedeu. Sendo necessário esforço conjunto pra derrubar. Estive na localidade ha menos de um mês. Visitei a escola junto com a comunidade. Inclusive com alguns que participaram da destruição. Expliquei que conseguimos um projeto do PAR para construir uma nova escola e, enquanto isso, reformaríamos a atual. Motivo do atraso: precisei reformar a estrada para poder passar caçambas com material de construção”, esses foram os esclarecimentos do prefeito Dr. Raimundinho.


A policia já está investigando em que circunstancias aconteceu o crime e ouvindo testemunhas para identificar e prender os autores do ato de vandalismo.

É necessário que o Ministério Publico acompanhe de perto as investigações sobre este caso e que os autores sejam identificados e punidos de forma exemplar para que desestimule outros a agir de forma covarde e criminosa, destruindo patrimônio publico e tentando fazer justiça com as próprias mãos. 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

Clinica Santo André

Clinica Santo André