quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Moradores interditam estrada em protesto contra a VALE





Revoltados com o descaso e o abandono da mineradora Vale, moradores dos povoados Campestre, Cariongo II, III e demais comunidades que utilizam a vicinal de 18 quilômetros que liga a BR 135 a estes povoados, interditaram a estrada na manhã desta quinta-feira (13). O acesso que liga a localidade Pindoval na BR 135, aos demais povoados também foi interditado.

Os manifestantes vão continuar montando barreiras impedindo a passagem de veículos das empresas ligadas a VALE, até que apareça alguém da mineradora para negociar. Veículos e motos dos moradores e de uso da Prefeitura de Miranda do Norte estão liberados para trafegar.

A Vale até o momento ainda não se manifestou sobre a interdição da via, e também não manteve qualquer contato com as comunidades. O que revolta ainda mais os moradores.

Os manifestantes protestam contra as péssimas condições de tráfego em que se encontra a estrada devido ao transito intenso de veículos e maquinas pesadas da VALE.

Apesar de utilizar a estrada a mineradora nada fez para recuperar a via, que encontra se praticamente intrafegável. Mesmo depois de firmado um TAC -Termo de Ajustamento de Conduta - com o Ministério Público entre a Vale, e as prefeituras de Miranda do Norte, Itapecuru Mirim e Anajatuba no sentido de asfaltar os 18 quilômetros da via, até agora a VALE nada fez para cumprir a determinação do Ministério Público.

Para o Secretário Municipal de Meio Ambiente de Miranda do Norte, José Alberto Carvalho Filho, que esteve presente em uma das audiências, que contou inclusive com a presença do prefeito Junior Lourenço, trata-se de um problema que vem se arrastando há vários anos, vale ressaltar que a Prefeitura de Miranda do Norte vem fazendo sua parte na recuperação total da vicinal e que inclusive este ano, já asfaltou parte dela dentro dos povoados citados atendendo a pedidos de moradores da área. Enquanto isso a VALE só se beneficia da estrada, tornando-a intrafegável devido ao fluxo intenso de máquinas pesadas e caminhões. 

Os moradores interditaram desde ontem a vicinal e hoje fecharam o outro acesso que liga Pindoval aos demais povoados. Até o momento não houve nenhum acordo da Vale com as comunidades. Situação que revolta os moradores. Eles pretendem continuar montando barreiras impedindo os veículos das empresas ligadas a Vale de trafegar pelo local. Só está autorizado passar veículos e motos dos moradores e de uso da Prefeitura de Miranda do Norte.







SOCIEDADE EM FOCO!

Moradores da Zona Rural bloquearam a vicinal no Olho D’agua que dar acesso os povoados Campestre, Cariongo II, III e demais comunidades. 
A reivindicação dos moradores e moto taxistas é que a vicinal está em péssimas condições de tráfego devido ao uso constantes de veículos de grande porte da Vale e que a mesma nunca cumpriu com sua parte no acordo firmado com o Ministério Público, juntamente com as prefeituras de Miranda, Itapecuru e Anajatuba de asfaltar 18 km da vicinal.
Segundo o Secretário Municipal de Meio Ambiente José Alberto Carvalho Filho que esteve presente em uma Audiência com a presença do prefeito Junior Lourenço, trata-se de um problema que ocorre há vários anos, onde a Prefeitura de Miranda do Norte vem fazendo sua parte na recuperação total da vicinal e já asfaltou parte dela dentro dos povoados citados atendendo ao pedido dos moradores este ano, mas a Vale só se beneficia da estrada, tornando-a intrafegável devido ao fluxo de máquinas pesadas e caminhões. 
Os moradores interditaram desde ontem a vicinal e hoje fecharam o outro acesso que liga Pindoval aos demais povoados. Até o momento não houve nenhum acordo da Vale com as comunidades. Situação que revolta os moradores. Eles pretendem continuar montando barreiras impedindo os veículos das empresas ligadas a Vale de trafegar pelo local. Só está autorizado passar veículos e motos dos moradores e de uso da Prefeitura de Miranda do Norte.
CONFIRA!


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

Clinica Santo André

Clinica Santo André