quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Moradores interditam estrada em protesto contra a VALE





Revoltados com o descaso e o abandono da mineradora Vale, moradores dos povoados Campestre, Cariongo II, III e demais comunidades que utilizam a vicinal de 18 quilômetros que liga a BR 135 a estes povoados, interditaram a estrada na manhã desta quinta-feira (13). O acesso que liga a localidade Pindoval na BR 135, aos demais povoados também foi interditado.

Os manifestantes vão continuar montando barreiras impedindo a passagem de veículos das empresas ligadas a VALE, até que apareça alguém da mineradora para negociar. Veículos e motos dos moradores e de uso da Prefeitura de Miranda do Norte estão liberados para trafegar.

A Vale até o momento ainda não se manifestou sobre a interdição da via, e também não manteve qualquer contato com as comunidades. O que revolta ainda mais os moradores.

Os manifestantes protestam contra as péssimas condições de tráfego em que se encontra a estrada devido ao transito intenso de veículos e maquinas pesadas da VALE.

Apesar de utilizar a estrada a mineradora nada fez para recuperar a via, que encontra se praticamente intrafegável. Mesmo depois de firmado um TAC -Termo de Ajustamento de Conduta - com o Ministério Público entre a Vale, e as prefeituras de Miranda do Norte, Itapecuru Mirim e Anajatuba no sentido de asfaltar os 18 quilômetros da via, até agora a VALE nada fez para cumprir a determinação do Ministério Público.

Para o Secretário Municipal de Meio Ambiente de Miranda do Norte, José Alberto Carvalho Filho, que esteve presente em uma das audiências, que contou inclusive com a presença do prefeito Junior Lourenço, trata-se de um problema que vem se arrastando há vários anos, vale ressaltar que a Prefeitura de Miranda do Norte vem fazendo sua parte na recuperação total da vicinal e que inclusive este ano, já asfaltou parte dela dentro dos povoados citados atendendo a pedidos de moradores da área. Enquanto isso a VALE só se beneficia da estrada, tornando-a intrafegável devido ao fluxo intenso de máquinas pesadas e caminhões. 

Os moradores interditaram desde ontem a vicinal e hoje fecharam o outro acesso que liga Pindoval aos demais povoados. Até o momento não houve nenhum acordo da Vale com as comunidades. Situação que revolta os moradores. Eles pretendem continuar montando barreiras impedindo os veículos das empresas ligadas a Vale de trafegar pelo local. Só está autorizado passar veículos e motos dos moradores e de uso da Prefeitura de Miranda do Norte.







SOCIEDADE EM FOCO!

Moradores da Zona Rural bloquearam a vicinal no Olho D’agua que dar acesso os povoados Campestre, Cariongo II, III e demais comunidades. 
A reivindicação dos moradores e moto taxistas é que a vicinal está em péssimas condições de tráfego devido ao uso constantes de veículos de grande porte da Vale e que a mesma nunca cumpriu com sua parte no acordo firmado com o Ministério Público, juntamente com as prefeituras de Miranda, Itapecuru e Anajatuba de asfaltar 18 km da vicinal.
Segundo o Secretário Municipal de Meio Ambiente José Alberto Carvalho Filho que esteve presente em uma Audiência com a presença do prefeito Junior Lourenço, trata-se de um problema que ocorre há vários anos, onde a Prefeitura de Miranda do Norte vem fazendo sua parte na recuperação total da vicinal e já asfaltou parte dela dentro dos povoados citados atendendo ao pedido dos moradores este ano, mas a Vale só se beneficia da estrada, tornando-a intrafegável devido ao fluxo de máquinas pesadas e caminhões. 
Os moradores interditaram desde ontem a vicinal e hoje fecharam o outro acesso que liga Pindoval aos demais povoados. Até o momento não houve nenhum acordo da Vale com as comunidades. Situação que revolta os moradores. Eles pretendem continuar montando barreiras impedindo os veículos das empresas ligadas a Vale de trafegar pelo local. Só está autorizado passar veículos e motos dos moradores e de uso da Prefeitura de Miranda do Norte.
CONFIRA!


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André