segunda-feira, 20 de julho de 2015

Quantas Lorenas ainda serão Assassinadas??




Lorena Vitória Sales, morreu após ser atingida por um disparo de arma de fogo, o autor do tiro foi identificado como sendo: Matheus Henrique Maranhão Diniz.

O caso aconteceu no início da tarde deste sábado (18), a vítima estava na porta de casa, na travessa Fulgêncio Pinto, no bairro da Alemanha em São Luís, quando foi surpreendida pelo disparo que lhe tirou a vida. Lorena ainda foi socorrida e encaminhada ao hospital, mas não resistiu.

Este seria apenas mais um crime contra a vida, igual a muitos que acontecem diariamente na Grande São Luís, e se tornam apenas mais números para a estatística oficial, se a vítima não tivesse apenas TRÊS ANOS de idade. Lorena foi morta por homens que tentavam matar o pai da vítima. O autor do disparo e outros quatro homens suspeitos de participar do crime foram presos pela polícia.

Crianças e adolescentes continuam sendo exterminados diante do olhar passivo e conivente do governo que apenas assiste a escalada da violência. Quantas Lorenas ainda precisam ser sacrificadas, quantas famílias precisam perder seus entes queridos para autoridades começarem a agir ?

Crianças e adolescentes são prioridade, pelo menos é o que diz a Constituição Federal de 1988, o problema é a imensa distância entre o que está escrito é o que é posto em prática.

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.

Art. 227. É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão

Art. 4º do ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente

É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária.
Parágrafo único. A garantia de prioridade compreende:
a) primazia de receber proteção e socorro em quaisquer circunstâncias;
b) precedência de atendimento nos serviços públicos ou de relevância pública;
c) preferência na formulação e na execução das políticas sociais públicas;
d) destinação privilegiada de recursos públicos nas áreas relacionadas com a proteção à infância e à juventude.

Texto:Abimael Costa /jornalista
20/07/15
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André