Idade não é nada. Respeito é tudo!

Idade não é nada. Respeito é tudo!

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Dois adolescentes teriam participado do assassinato de Raíssa



A polícia esclareceu em tempo recorde a morte trágica e cruel da adolescente Raíssa Melo Diniz, 17 anos, que teve o corpo queimado, esquartejado e jogado em uma área de mangue em São Luís.    


Raíssa desapareceu na quarta-feira (16), quando teria saído da casa da avó para dormir na residência da mãe, desde então não teria sido mais vista. Por que o "Caso Raíssa" não desperta o interesse da mídia? O corpo da adolescente, Já em estado de decomposição, queimado e cortado em vários pedaços, foi encontrado por populares no ultimo sábado (19), em uma área de mangue, no Alto da Esperança, próximo do local onde residia.

Em um trabalho de investigação rápido e eficiente, o delegado do 5º DP, Walter Wanderley esclareceu toda a dinâmica do crime, identificando motivação e autoria. O caso foi esclarecido depois que o delegado apreendeu um adolescente de 15 anos como suspeito de participação no crime.

A policia descobriu que o menor de idade havia saído recentemente do Centro de Ressocialização, mas não voltou para o convívio dos familiares , ficando na rua em más companhias. Além de confessar participação no crime, o adolescente contou como tudo aconteceu e revelou os nomes de outras cinco pessoas que fizeram parte do assassinato, entre eles um outro também menor de idade. O adolescente foi encaminhado para uma unidade da FUNAC.

Segundo depoimento do adolescente, a vitima era dependente química e foi morta por ter sido acusada de roubar drogas da casa de um traficante da área onde morava.

Raíssa teria sido atraída para um casa afastada, com a promessa de usar drogas com alguns indivíduos, ao chegar no local teria sido dopada e em seguida imobilizada pelos suspeitos que a levaram até o mangue. Ainda viva a jovem foi coberta com galhos e em seguida ateado fogo ao corpo. Depois foi esquartejada e os pedaços jogados no mangue para serem levados pela maré.

Com a elucidação do caso, a população ateou fogo a casa de um dos acusados. Os cinco suspeitos estão sendo procurados pela policia.









Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

Clinica Santo André

Clinica Santo André