sexta-feira, 18 de julho de 2014

Quadrilha ataca equipe de reportagem da Rede Globo no interior do Maranhão





A liberdade de expressão e de imprensa no estado do Maranhão sofreu um duro golpe nesta quinta-feira (17), uma quadrilha composta por 07 homens, atacaram uma equipe de jornalismo da Rede Globo que produzia reportagem para o Fantástico.

Nada justifica este tipo de ação criminosa contra a imprensa, é necessário que as autoridades ajam com rigor, investiguem, identifiquem e apresentem os autores e os mandantes deste grave atentado contra o Estado Democrático de Direito e liberdade de imprensa, se existem políticos, grupos políticos envolvidos, é necessário apontar e responsabilizar criminalmente um por um, é preciso mostrar que no Maranhão as leis são respeitadas e que a Imprensa neste estado pode exercer livremente sua função sem a interferência de grupos que se acham intocáveis, acima da lei e do bem e do mal. 
´
É no minimo estranho que nenhuma nota de apoio ou de solidariedade aos jornalistas, ou de repudio a ação truculenta dos jagunços tenha sido divulgada até o momento. Mesmo já tendo se passado mais de 24 horas do atentado o silêncio reina absoluto, incomodo e comprometedor.

O grave atentado repercutiu imediatamente nas redes sociais, tornando-se destaque nos principais blogs do Maranhão, varias versões para o caso foram divulgadas, este blog publica e se atem a versão oficial divulgada pelas autoridades.

Curiosamente o jornal O Estado do Maranhão não deu destaque para o ataque dos jagunços, usou apenas 1/4 da folha para publicar o fato na pagina 06 - Geral, sem nenhuma referencia ou chamada na capa do matutino, os demais jornais do estado nada disseram sobre o caso, a TV Mirante, afiliado da Rede Globo, ignorou solenemente o fato. 

Os bandidos tomaram de assalto a câmera da equipe, onde supunham estar as imagens feitas nas cidades maranhenses de Mata Roma e Anapurus, onde a equipe liderada pelo jornalista investigativo da Rede Globo Eduardo Faustinni, produzia reportagem sobre desvios de recursos públicos. 

Segundo depoimento dos jornalistas, a equipe de reportagem almoçava por volta das 14h no posto de combustíveis Bom Jesus, em Anapurus, quando foram surpreendidos pela quadrilha de jagunços, eles levaram a câmera, só que segundo informações o disco da reportagem não estava no equipamento tomado de assalto pelos bandidos. Nada mais foi levado dos jornalistas além da câmera. 

O caso está sendo investigado pela Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), e segundo informações um cabo da policia militar identificado Raimundo Silva, foi preso logo após o roubo dos equipamentos, ele é suspeito de participação no crime. Ainda segundo a SPCI, o policial militar teria ligação com políticos do município maranhense onde foi preso.

"Existem algumas linhas de averiguação para saber o que motivou este crime. É importante, nesse momento, efetuar a prisão desses homens com o objetivo de conhecer a origem deste grupo e, saber o motivo desse assalto" ressaltou o delegado regional de Chapadinha, Jairon Timbó Sales, ainda conforme o delegado, as investigações sobre o caso serão intensificadas com o apoio de outros delegados da capital. 

Com informações do Jornal O Estado


Vários blogues destacaram o caso:

ATUALIZADO AS 18h - 18/07/2014

Sai a segunda nota sobre o atentado:

Desta vez o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de São Luis divulga nota de repudio:

SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS DE SÃO LUIS

NOTA DE REPÚDIO

O Sindicato dos Jornalistas de São Luis, repudia a agressão covarde praticada contra profissionais de imprensa que estavam no desiderato do seu trabalho, na captação de informações para denunciar o suposto desvio de recursos públicos, prática repugnante muito com comum por parte de gestores em cidades interioranas. 


O ato insano aconteceu no município Anapurus,quando um grupo de marionetes, dominou, sob ameaça os jornalistas da Rede Globo e tomaram-lhe equipamentos, com o propósito de evitar que as denúncias se materializassem, O Sinjor-Slz, pela sua Diretoria, repudia esta prática insolente, absurda e criminosa com clara conotação de ser um gesto visando cercear o direito de informar exercido pelos profissionais jornalistas e exige das autoridades que tal fato seja investigado e os envolvidos: mandantes e executores sejam responsabilizados na forma da lei. 

Consideramos que fatos desta natureza se constituem em uma agressão maior ao estado direito e grave ameaça à democracia.


ATUALIZADO AS 17h - 18/07/2014

Sai a primeira nota sobre o caso, a Prefeitura de Anapurus se manifesta sobre o atentado perpetrado contra a equipe de reportagem da Rede Globo e dá a sua versão:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Considerando o ocorrido nesta quinta-feira (17/07/14) no município de Anapurus/MA, em que uma equipe de jornalistas foi vítima de ato de subtração de seus equipamentos de trabalho, impedindo o livre exercício profissional, e de uma série de matérias publicadas em vários blogs do Baixo Parnaíba, a Prefeita Municipal de Anapurus vem a público: 

1. Lamentar, profundamente, o ocorrido com a equipe de jornalistas e prestar solidariedade aos profissionais e suas famílias, rogando às autoridades que esclareçam o mais rápido possível as circunstancias que envolvem o caso. 

2. Repudiar o uso político dos fatos, feito por vários setores da imprensa do Baixo Parnaíba e republicada em alguns blogs em São Luís/MA, que distorceram os fatos, insinuando que haveria irregularidades no município de Anapurus/MA. 

3. Informar que os fatos investigados pela equipe de reportagem deve ter referência com outro município, pois as informações que insinuam existir irregularidades no município de Anapurus/MA são absoluta e peremptoriamente falsas. Foi mencionado a existência de “constatação da CGU”, no entanto, a referida Controladoria da União nunca teve o município como alvo de quaisquer irregularidades, não existindo o “malfadado e inventado” “Relatório da CGU”. Reiteramos que em Anapurus/MA as normas da administração pública são respeitadas, com licitações, contratos e obras sendo executados dentro da mais absoluta legalidade e transparência. 

4. Por certo que as “insinuações” de parte da imprensa do Baixo Parnaíba partiram de informações inverídicas e difundidas por questões da baixa política, lamentamos que não houve uma investigação da versão verdadeira dos fatos – como pressupõe o exercício da atividade jornalística. Tampouco fomos procurados nas dependências da Prefeitura para constatar a regularidade das politicas públicas municipais. 

5. Nos colocamos a inteira disposição de quem quer que seja para os devidos esclarecimentos e para a plena demonstração de que a exploração do ocorrido em Anapurus/MA não tem ligação com o município e está sendo, indevidamente, explorado por questões políticas. 

Anapurus/MA, 18 de julho de 2014.


Vários blogues destacaram o caso:







Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas. Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado. Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado. Noticias qualquer um pode divulgam, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André