Pular para o conteúdo principal

SES realiza audiência pública sobre novos hospitais em Alto Alegre do Maranhão e Peritoró







A Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizou nesta terça-feira (26), nos municípios de Alto Alegre do Maranhão e Peritoró, audiências públicas para apresentar à população o “Termo de Referência para gerenciamento de hospitais”. A intenção é esclarecer como funcionarão os hospitais gerais de 50 leitos a serem inaugurados em breve nestas localidades pelo Governo do Estado, por meio do Programa Saúde é Vida.



As audiências foram conduzidas pelo subsecretario de Estado da Saúde, José Márcio Soares Leite, que coordenou uma equipe formada pela superintendente de Acompanhamento da Rede de Serviços de Saúde (SES), Bernardete de Lourdes Veiga Ferreira; presidente da Comissão Setorial de Licitação (CSL), Mauro Henrique Sousa Muniz; secretária executiva do Conselho Estadual de Saúde (Cesma), Isabel Myriam Pereira Leite Maciel; e assessor jurídico da SES, Rafael Tupinambá Goulart.



A primeira audiência foi realizada em Alto alegre do Maranhão, no Centro Paroquial Nossa Senhora da Conceição. Depois, a equipe da SES seguiu para Peritoró, onde se reuniu com a comunidade no Centro Paroquial Nossa Senhora das Graças. Nas reuniões, todos os detalhes sobre o funcionamento, capacidade de atendimento e gestão das novas unidades foram expostos por Bernardete de Lourdes Veiga Ferreira, e amplamente discutidos com a população para dirimir qualquer dúvida sobre as metas físicas das novas unidades, de acordo com a capacidade instalada e manutenção dos serviços oferecidos.



De acordo com José Márcio Leite, as audiências são um incentivo à participação popular no processo de implantação das novas unidades da rede hospitalar que está sendo estruturada no Maranhão com a construção dos 72 novos hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do Programa Saúde é Vida.



Além disso, o subsecretario destacou a importância de se cumprir normas para garantir a legalidade e transparência preconizada pelo secretario de Estado da Saúde, Ricardo Murad, dentro desse processo.



“Estas audiências estão sendo realizadas atendendo ao disposto no art. 69, da Lei Estadual nº 9.579/12, que estabelece a realização de audiência pública, divulgada no Diário Oficial do Estado do Maranhão, e devidamente comunicada ao Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado, objetivando o comparecimento e participação destas instituições”, observou José Márcio Leite.







Hospitais



Segundo Bernadeth Veiga, “a explanação sobre o funcionamento do hospital permite aos moradores da cidade entender como vai ser prestado o serviço e quais recursos estarão à disposição da população”. É evidenciado, ainda, que as duas novas unidades seguem um padrão instituído para os hospitais de 50 leitos, atendendo a exigências quanto ao número de profissionais, metas de consultas, partos, internações, e todos os outros procedimentos oferecidos, com índices a serem alcançados dentro de uma média mensal estipulada pelo Ministério da Saúde, a partir de informações preliminares fornecidas pelo Estado.



Segundo o secretário de Saúde de Peritoró, Jeferson Pinheiro, a inauguração do Hospital Geral tem sido aguardada com ansiedade, não só pela população da cidade e circunvizinhança, mas também pelo próprio gestor que reconhece a importância do reforço a ser prestado pela unidade no atendimento em saúde dispensado aos habitantes.



“Desde o início, a Prefeitura, por meio de nossa secretaria, não tem medido esforços para que fosse possível realizar este desejo antigo de termos um hospital deste porte oportunizando melhor atendimento e resolutividade dos casos”, disse o secretário.



Os dois hospitais contam em sua estrutura física com 50 leitos, consultórios, setor de administração, vestiário, centro cirúrgico, farmácia, almoxarifado e outras dependências. E oferecerão atendimento em urgência e emergência com Serviço de Pronto Atendimento - SPA 24 Horas em clínica médica, cirurgia geral, ortopedia, pediatria, obstetrícia, serviço de apoio e diagnostico, Raio X, ultrassonografia, laboratório clínico, eletrocardiograma, agência transfusional, serviço de internação, além dos serviços de ortopedia e fisioterapia.



Após o término das explanações e da abertura para questionamentos por parte da plateia, o evento terminou com a aprovação do termo e com assinatura de ata lavrada pela organização, contendo observações e sugestões para serem analisadas e posteriormente incorporadas ao processo de contratação dos serviços de gestão, caso necessário.


Comentários

Clinica Santo André

Clinica Santo André

Ouça a Rádio Voz de Arari

PLAYER