sábado, 14 de dezembro de 2013

BR-316 - Ultrapassagem indevida e colisão frontal resulta na morte de mãe e filho de 1 ano e oito meses



Um grave acidente de transito na BR-316 com o saldo trágico de três mortos, reabre a discussão sobre o perigo que ronda aqueles que são obrigados a transitar por nossas rodovias seja ela BR ou MA, o perigo é constante.

Nem mesmo o motorista responsável e cauteloso que pratica direção defensiva esta livre de ser surpreendido por condutores despreparados, sem nenhuma pericia, que não respeitam o código de transito e mesmo assim, infelizmente, transitam livremente sem serem incomodados.  Aqueles que em tese teriam a obrigação de fiscalizar e punir com rigor os infratores, parece fazer vista grossa, o resultado é este, uma mãe, o filho de 1 ano e oito meses e um homem de 34 anos perdem a vida de forma trágica, o que lamentamos e que estas mortes poderiam ter sido evitadas. 

Até quando vamos continuar convivendo com este tipo de drama, e vendo famílias inteiras enlutadas e sendo destruídas?

O caminhoneiro Maurício Reis Saraiva de 39 anos, sua esposa Zulmira Vieira da Luz Saraiva, de 28 anos e seu filho, Murilo Vieira da Luz Saraiva de 1 ano e 8 meses, saíram da cidade maranhense de Presidente Dutra em um caminhão baú e seguiam para Belém no estado vizinho do Pará, onde entregariam um carregamento de produtos de limpeza. 

Alan Sérgio Silva, 34 anos, viajava sozinho em um veiculo modelo Saveiro, ele retornava do município maranhense de São João do Carú distante 359 km de São Luis, com destino a cidade de Santa Inês, Alan teria ido fazer umas entregas e retornava para casa. 

Quando os dois veículos transitavam na BR-316, entre os municípios de Bom Jardim e Santa Inês, próximo a ponte dos Índios, Alan Sérgio Silva, condutor da Saveiro, ao fazer uma ultrapassagem indevida, perdeu o controle da direção, invadiu a contramão e colidiu de frente com o caminhão Baú conduzido por Maurício Reis Saraiva. Ao tentar desviar do utilitário Saveiro, o caminhão baú terminou por descer a ribanceira. 

A esposa do caminhoneiro, Zulmira Vieira da Luz Saraiva, de 28 anos e seu filho, Murilo Vieira da Luz Saraiva de 1 ano e 8 meses, foram esmagados pelo caminhão, que tombou sobre eles, os corpos só foram retirados do local horas depois com a chegada do caminhão guincho ao local.

Alan Sérgio Silva, 34 anos, motorista da Saveiro, foi resgatado ainda com vida e encaminhado ao Hospital Tomaz Martins em Santa Inês, onde já chegou sem vida.

O caminhoneiro disse que na tentativa de evitar o choque acabou caindo da ribanceira. "Ele veio no meio da pista, minha esposa pediu para eu tomar cuidado. E cai aqui quando fui desviar dele", explicou o caminhoneiro Maurício Reis Saraiva.

Maurício também foi encaminhado para o Hospital Tomaz Martins, seu estado de saúde é instável e não corre risco de morte, apresenta hematomas pelo corpo e dores no tórax, devido a trava do cinto de segurança que ele usava.

Segundo patrulheiros da Polícia Rodoviária Federal - PRF - a mulher do caminhoneiro, Zulmira Vieira e seu filho Murilo Vieira, não usavam cinto de segurança e por isso foram arremessados para fora do veiculo.

Toda a carga do caminhão foi saqueada por moradores da região e por motoristas que passavam pelo local no momento do acidente.










Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas.

Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado.

Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado.

Noticias qualquer um pode divulgar, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André