segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Artigos e dados atualizados sobre a violência em São Luis disponíveis para consulta





Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH), e o Centro de Apoio Operacional do Controle Externo da Atividade Policial (CAOp-CEAP) colocam a disposição do público em geral, gráficos, tabelas e números atualizados sobre a violência em São Luis e no Maranhão, além de artigos escritos por especialistas sobre o tema.

O Centro de Apoio Operacional do Controle Externo da Atividade Policial (CAOp-CEAP) publicou em sua página, no site do Ministério Público do Maranhão, dados atualizados até novembro a respeito da violência em São Luís. Veja AQUI os dados.

Estão disponíveis dados como "Números de mortes ocorridas, na Grande São Luís, do ano de 2010 a novembro de 2014, conforme os dados do IML";"Números de homicídios e de mortes violentas ocorridas em 2013, na Grande São Luís, conforme diversas fontes"; "Comparativo do número de homicídios e de mortes violentas (CVLI) ocorridas, na Grande São Luís, até o mês de novembro de 2014, conforme diversas fontes" e "Gráfico de assaltos a coletivos ocorridos, na Grande São Luís, de 2009 a novembro de 2014".

Em novembro, segundo o CAOp-CEAP, 140 pessoas - sendo quatro mulheres e 136 homens - foram mortas em decorrência dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), metodologia de produção de estatísticas para o crime de homicídio e demais delitos intencionais com resultado morte, sugerida pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), órgão do Ministério da Justiça.

O número supera em 18 % o valor dos crimes violentos letais intencionais ocorridos no mês de julho deste ano (119), maior valor até então registrado no ano na apuração realizada pelo CAOp-CEAP diretamente dos livros do IML.

Comparando com o mês de novembro de 2013, quando ocorreram 103 delitos intencionais resultando em morte, os crimes violentos letais intencionais cresceram 36 %. Além disso, a arma de fogo, segundo os registros do IML, foi o instrumento que mais vezes foi utilizado em homicídios na Grande São Luís. Foram 111 crimes, o que representa 79,28 % do total. Em seguida vêm os instrumentos de ação contundente/ perfurocortante (11,43%) e armas brancas (7,14%). Outros instrumentos somam 2,14%.

A Organização Mundial da Saúde da ONU considera que 10 assassinatos para cada 100 mil pessoas por ano é a relação suportável. Acima desse número a violência torna-se epidêmica. Considerando que 1.381.459 de habitantes é a população estimada pelo IBGE, em 2014, para os municípios de São Luís, Paço do Lumiar, Raposa e São José de Ribamar, conclui-se que o número levantado pelo CAOp-CEAP, em novembro, já supera o valor aceitável do ano todo segundo a relação estimada pela organização.

NOVOS DADOS

O Centro Apoio de Operacional do Controle Externo da Atividade Policial publicará nesta quarta-feira, 17, os valores parciais dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CLVI) ocorridos nos municípios da Grande São Luís até o dia 15 de dezembro de 2014. No início de janeiro serão divulgados o valor total dos crimes violentos ocorridos no ano de 2014 e os números de assaltos ocorridos em coletivos na Grande São Luís.




Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH) lança revista Catirina – Dossiê: Violência no Maranhão

Com versão eletrônica lançada na quarta-feira (10), no auditório do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias dos Estados do Maranhão, Pará e Tocantins (Stefem), durante ato realizado em parceria com a Anistia Internacional em celebração ao aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, a revista Catirina – Dossiê: Violência no Maranhão, traz uma serie de artigos, gráficos e tabelas retratando a violência no Maranhão e em São Luis. A publicação da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH), já está disponível para download.


Artigos:

1. Pedrinhas $.A.: a violência do negócio e o negócio da violência
– Wagner Cabral da Costa

2. Mortes violentas na Grande São Luís no ano de 2013
– Graziela Nunes; Adinalva Nascimento; Cristian Gamba; Joisiane Gamba; Jonata Galvão; Yuri Morais

3. O fracasso do encarceramento como medida de contenção da violência no Brasil
– Douglas de Melo Martins

4. A cerca dá fome. Espoliação, violência e resistência camponesa no Estado do Maranhão no século XXI
– Diogo Ribeiro Cabral

5. A guerra civil não declarada: o extermínio da juventude negra
– Igor Martins Coelho Almeida

6. Instituições estatais e violência no campo: análise das indefinições na garantia à reforma agrária e do “caso Zé Nedina”
– Ruan Didier Bruzaca & Maria Inês Silva Cardoso

7. Complexo Penitenciário de Pedrinhas: do seletivismo penal ao cadafalso
– Luís Antônio Câmara Pedrosa

________
Revista impressa - preço simbólico de R$ 15,00
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas.

Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado.

Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado.

Noticias qualquer um pode divulgar, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

Ouça a Rádio Voz de Arari

PLAYER

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André

Ouça a Rádio Voz de Arari

PLAYER

Apoie, assine e compartilhe

Crie seu próprio questionário de feedback de usuário

REGISTRO - 1608/MA

REGISTRO - 1608/MA

O amanhã é hoje

O amanhã é hoje

DISQUE DENÚNCIA - MIRANDA DO NORTE

DISQUE DENÚNCIA - MIRANDA DO NORTE

...

...

GCL - CONSTRUÇÕES

GCL - CONSTRUÇÕES

Fale Comigo

Nome

E-mail *

Mensagem *