quinta-feira, 30 de abril de 2015

O caso do garoto Diogo e a incompetência do Estado











O caso do adolescente de quatorze anos que perambula por ruas e praças de São Luis depois de evadir-se de abrigo da capital, ganha destaque na mídia após publicação em rede de relacionamento que já foi compartilhado mais de 30 mil vezes e mostra o fracasso do poder público em garantir os direitos deste adolescente, já que ele é assistido desde 2010 pelos órgãos de acolhimento, defesa e proteção de crianças e a adolescentes e  durante este período conseguiu evadir-se varias vezes do abrigo.

Vale ressaltar que a SEMCAS - Secretaria municipal da Criança e Assistência Social, só se manifestou sobre o caso nesta quinta-feira (30), quase três dias depois do caso chegar as redes sociaís.  Através de nota e com argumentos vazios a SEMCAS tenta em vão explicar o inexplicável.

O pior é saber que até agora a justiça ainda não se manifestou sobre o assunto, o adolescente continua vagando a esmo pelas ruas e avenidas da capital e os responsáveis por garantir os direitos deste adolescente passam a culpa de um para o outro, o popular empurram com a barriga, sem apresentar nenhuma explicação lógica para o caso e apontar uma solução urgente.

Quem falhou, de quem é culpa ou quem será responsabilizado por esta tragédia social? Considero que este garoto está abandonado nas ruas por absoluta incompetência do estado, que confirma-se mais um vez ser o maior violador de direitos de crianças e adolescentes. 

ENTENDA O CASO

Art. 227. É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.

O bombeiro militar de São Luis, Pedro Marques Soares, encontrou um adolescente de quatorze anos morando em uma praça do bairro Anjo da Guarda, deitado no banco de uma praça, usando como travesseiro uma sacola de roupas velhas, o garoto despertou a atenção do bombeiro.

Perguntado porque estava morando na rua, o adolescente disse a Pedro  que era órfão de pai, o genitor teria sido assassinado e que a mãe estava presa em Pedrinhas, o jovem afirmou ainda que havia fugido recentemente de um abrigo no bairro do Vinhais, devido a uma briga com um outro interno que tentou lhe furar com uma arma de fabricação artesanal (escova de dente) para tomar a sua comida; sendo que este está com um corte profundo em um dos seus dedos.

O garoto disse ainda que os familiares moram no Piauí e não têm conhecimento da situação que ele se encontra, citou os nomes de dois tios que residem na Vila da Paz- Teresina - PI, são eles Maria Gorete Freire Rocha e Abidiel Nascimento Pinho. Sensibilizado com a situação de abandono do adolescente, o bombeiro publicou  no Facebook uma foto do garoto e um texto contando toda a história. 

"Não sei se essa história é verdadeira, mas não custa nada tentarmos saber e buscar ajuda caso seja verdade. Por isso peço a vocês que repassem esta mensagem, para vê se chega até os familiares desse menino. Vou tentar fazer contato com o Conselho Tutelar daqui da área, mas tenho certeza que o retorno à família dele é muito mais importante, do que retornar ao um abrigo, haja vista que o mesmo mostrou interesse e também me autorizou a tirar uma foto sua e divulgá-la para tentar encontrar os seus parentes." Enfatizou Pedro Marques ao concluir a mensagem.



Rapidamente o post  publicado as 15h34 de terça-feira (28), se espalhou e viralizou na rede, superando 30 mil compartilhamentos, só então o caso de abandono e descaso com o adolescente passou a ganhar destaque e ocupar espaço na mídia local.






Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas.

Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado.

Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado.

Noticias qualquer um pode divulgar, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André