Pular para o conteúdo principal

Operação Jenga: Polícia Civil cumpre 22 mandados de prisão em São Luís, Itapecuru e Zé Doca







- Polícia Civil do Maranhão desmonta esquema de lavagem de dinheiro que movimentou mais de R$ 100 milhões -

A ‘Operação Jenga’, deflagrada pela Polícia Civil do Maranhão nesta quinta-feira (04), tem o objetivo de desmontar esquema de lavagem de dinheiro em postos de gasolina da região metropolitana de São Luís. A movimentação financeira da quadrilha pode ter ultrapassado R$ 100 milhões.

As investigações apontam para um esquema de lavagem de dinheiro fruto de corrupção em prefeituras. Vinte e dois mandados de prisão estão sendo executados em São Luís, Itapecuru e Zé Doca.

Entre os presos está Josival Cavalcante da Silva, o Pacovan, ele havia sido preso pela última vez em julho do ano passado, após descumprir medidas judiciais, Pacovan é monitorado por meio de tornozeleira eletrônica. Segundo as investigações, o esquema seria comandado por Pacovan. 

Em um dos imóveis de Pacovan, na BR- 135, foram apreendidos 60 caminhões. Segundo a polícia, os veículos eram entregues como garantia por quem tomava empréstimos com ele.

A lavagem de dinheiro nos postos informava à Receita uma venda maior do que a que realmente havia. Com isso, Pacovan conseguia justificar – “esquentar” – recursos ilegais.

As investigações da Polícia Civil que resultaram na operação de hoje desenrolam-se há cerca de um ano. O nome da operação é uma referência a um jogo de empilhamento chamado Jenga, em que uma peça retirada derruba toda a torre.

Comentários



OUÇA a RÁDIO VOZ DE ARARI

Denuncie, seja os olhos e os ouvidos da polícia!

Clinica Santo André

Clinica Santo André

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública