Pular para o conteúdo principal

Capitão da PM assassinado em Timon é mais uma vítima da reincidência criminal




O suspeito de assassinar o capitão da Polícia Militar do Piauí , Antônio Carlos Pintos de Farias, foi preso e encaminhado para o HUT - Hospital de Urgência de Teresina.  Em nota o Secretário de Segurança Pública do Piauí, Capitão Fábio Abreu lamentou a morte do companheiro, e ressaltou que o capitão Antônio Carlos É mais uma vítima da reincidência criminal.

Segundo o Secretário de Segurança,  o autor do disparo que tirou a vida do capitão, identificado como Francisco das Chagas Fonseca Farias de 31 anos, é natural de Caxias, e foi preso em janeiro de 2015 por roubo, e teve liberdade provisória concedida em maio de 2015. O julgamento do caso estava marcado somente para dezembro de 2018. 

Francisco Farias das Chagas Fonseca Farias
Outros três suspeitos de participação no assassinato do capitão foram presos no início da noite na Av. Miguel Rosa. A polícia procura um quinto elemento. Segundo as investigações dois homens teriam anunciado o assalto e outros três teriam ficado do lado de fora do estabelecimento dando apoio a dupla. Os presos foram identificados como Clemerson Ramos da Silva Santos, Jackson, de Coelho Neto. e Rômulo Viana de Araújo

Capitão Fábio Abreu - Piauí

Infelizmente perdemos um grande companheiro de corporação, capitão Antônio Carlos Pinto. Fica aqui minha solidariedade aos familiares e a todos da Polícia Militar do Piauí.

O criminoso que tirou a vida do capitão Antônio foi preso em janeiro de 2015 por roubo e teve liberdade provisória concedida em maio de 2015. O julgamento do caso estava marcado somente para dezembro de 2018. É mais uma vítima da reincidência criminal.


ENTENDA O CASO 

O capitão da Polícia Militar, Antônio Carlos Pintos de Farias, foi assassinado no inicio da tarde desta quarta-feira (26), na cidade de Timon-MA, quando almoçava em um restaurante 
localizado na avenida Presidente Médici.  

Dois indivíduos teriam anunciado um assalto no local. Armados eles abordaram o capitão da PM, que reagiu e atingiu um dos suspeitos. Em seguida, o assaltante atingido pelo disparo revidou e atingiu o policial militar com um tiro na cabeça. 

Comentários

Clinica Santo André

Clinica Santo André

Ouça a Rádio Voz de Arari

PLAYER