Reforma política: Hildo Rocha defende teses a favor do fortalecimento dos partidos e da democracia



“Hoje o eleitor não sabe sequer qual é a ideia que cada partido prega porque se juntam cinco seis partidos para eleger um vereador, um deputado estadual ou federal. Com o fim das coligações cada agremiação terá melhores condições de defender as suas teses, suas ideologias com mais clareza. Portanto, o fim das coligações fortalece os partidos políticos e aprimora a nossa democracia”




O deputado federal Hildo Rocha, que é membro da Comissão especial que analisou a PEC 282, oriunda do Senado, destacou a importância da aprovação do fim das coligações e a adoção da cláusula de desempenho dos partidos. “Conseguimos implantar no relatório da deputada Shéridan Oliveira (PSDB/RR) o fim das coligações já a partir das eleições de 2018. As coligações são ruins para a democracia brasileira. Em vez de fortalecer os partidos enfraquece”, destacou Hildo Rocha.

De acordo com o parlamentar, o fim das coligações vai aproximar os partidos da sociedade brasileira. “Hoje o eleitor não sabe sequer qual é a ideia que cada partido prega porque se juntam cinco seis partidos para eleger um vereador, um deputado estadual ou federal. Com o fim das coligações cada agremiação terá melhores condições de defender as suas teses, suas ideologias com mais clareza. Portanto, o fim das coligações fortalece os partidos políticos e aprimora a nossa democracia”, argumentou Hildo Rocha.

Cláusula de desempenho


O texto aprovado, além de propor o fim de coligações para eleições proporcionais, cria uma cláusula de desempenho para o acesso de partidos ao Fundo Partidário e ao tempo de propaganda em rádio e TV. A proposta teve 384 votos favoráveis e 16 votos contrários, em votação em primeiro turno.

https://youtu.be/cad_9L-j0j4

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Miranda do Norte festeja seus 24 anos -Conheça a história do Município

Operação Tarô II: Polícia Civil prende 15 maiores, apreende 03 menores de idade, armas, munições e drogas em Miranda do Norte

Subtenente da PM é morto ao sacar arma para agentes da PRF