Pular para o conteúdo principal

Secretário de Saúde de Vitória do Mearim é vitima de agressão física e verbal


O Secretário de Saúde do município de Vitória do Mearim, Thiago Santos, foi vítima de um ato covarde e injustificado de agressão física e verbal. O lamentável fato foi registrado na tarde da última quarta-feira (10), na porta do Hospital Municipal Kalil Moisés, em Vitória do Mearim. Além do ataque verbal, o agressor desferiu socos e pontapés contra o secretário. 


O autor da ação insana e violenta seria o marido de uma gestante que teria dado entrada naquela casa de saúde na ultima segunda-feira (8), para ganhar neném, e que a criança teria nascido morta. ENTENDA O CASO.

A agressão contra Thiago Santos ganhou grande repercussão na região, já que o secretário é considerado um profissional eficiente, ético e muito prestativo, quem tem serviços prestados em vários municípios vizinhos, a exemplo de Arari e Miranda do Norte. 

Colegas de trabalho, amigos, colaboradores, e toda a equipe de secretários do governo municipal, mesmo sensibilizados com a dor da família e amigos que perderam o recém nascido, manifestaram repúdio pela agressão, ao mesmo tempo em que declararam apoio e solidariedade ao secretário de saúde. 


Em nota divulgada na quinta-feira (11), a equipe de governo expressa seu descontentamento com o que consideram ser um ato covarde e injusto, além disso, exigem que providencias urgentes sejam tomadas, tanto para evitar que casos com este se repitam, como para punir legalmente o autor ou autores de atentados contra vida.

     

Vale ressaltar que assim que tomou conhecimento do caso de óbito do recém-nascido, o secretário de Saúde se colocou a inteira disposição da família, tomando todas as medidas legais cabíveis para o caso.  Áudio divulgado nas redes sociais mostram uma conversa entre Thiago Santos e familiares da gestante.


    


ENTENDA O CASO

Em nota divulgada na segunda-feira (8), a Secretaria de Saúde de Vitória do Mearim esclarece os fatos, mostra que todas as providências legais para apuração e esclarecimento do caso foram adotadas. Informa do afastamento do medico envolvido, além de lamentar o ocorrido e se solidarizar com a família.


Entrevistamos o médico Felipe Silva, veja aqui, o que ele diz sobre o caso: 
Vitória do Mearim: obstetra Felipe Silva fala sobre o caso da morte de recém-nascido
  





























O QUE DIZ A FAMÍLIA 

Por outro lado, a família da recém-nascida que veio a óbito, afirma que houve negligência médica, já que a gestante sentiu fortes contrações desde às 18h do domingo (7), que sinalizavam o nascimento da criança. Ao procurar o hospital do município, teria recebido atendimento incompatível com a gravidade do caso. 

Na ocasião, a paciente teria informado ao médico que não aguentaria por muito tempo, sentia estar no momento adequado para o nascimento de sua filha e que não tinha condições para parto normal, assim solicitando que fosse feita a cirurgia. Imediatamente, a que o médico teria respondido: “ Aguenta! Maria aguentou, porque que tu não aguenta? Espera, tu vai ter é normal!”.

A paciente teria retornando pra casa, onde continuou tendo contrações. Por volta das 05:00h de segunda-feira (8), teria retornado ao Hospital Kalil Moisés onde o mesmo médico que lhe atendeu, realizou o parto. No entanto, já era tarde! a criança já estava sem vida.

Comentários



OUÇA a RÁDIO VOZ DE ARARI

Denuncie, seja os olhos e os ouvidos da polícia!

Clinica Santo André

Clinica Santo André

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública