quinta-feira, 22 de março de 2018

CANTANHEDE: Projeto resgata a história de um jesuíta italiano na terra dos Barbados





Com a abertura de uma trilha entre o povoado Campestre em Cantanhede e o povoado Marajá, em Pirapemas, o Projeto Barbados busca além do resgate da história do padre italiano Gabriel Malagrida com recorte especifico para sua passagem e atuação na região dos Barbados, revitalizar o "caminho do padre" ou Caminho dos Jesuítas, rota que serviu durante muito tempo como ligação entre a atual MA 332 e a estrada de ferro São Luís -Teresina. 

TRABALHO DE RECONHECIMENTO DO CAMINHO DOS JESUÍTAS

Na terça-feira (20), uma equipe  iniciou o processo de reconhecimento do início do Caminho dos Jesuítas, O Projeto prevê uma trilha entre o povoado Campestre em Cantanhede, que será o início do percurso, com homenagem ao padre italiano Gabriel Malagrida e o povoado Marajá, em Pirapemas, que será o final do percurso, com homenagem ao padre Antonio Vieira. 

Durante a incursão de reconhecimento do "caminho do padre" ou Caminho dos Jesuítas, a equipe contou com o apoio de um morador da região, o agricultor Salvador; do coordenador de Juventude, Sandro Barbosa; do coordenador de Ciência e Tecnologia, Carlos Prazeres.

Vestígios de uma construção, que provavelmente data a presença destes missionários na região dos Barbados foi encontrada pelos exploradores.  Salvador enfatizou as "encantorias" do lugar,  e o respeito, que os moradores da região devotam ao local. 

A PASSAGEM DO PADRE GABRIEL MALAGRIDA PELA REGIÃO DOS BARBADOS


Um dos personagens mais emblemáticos do Brasil Colônia, o padre Gabriel MALAGRIDA, nasceu em Monaggio, na região da Lombardia, no Norte da Itália. 

Missionário da ordem dos Jesuítas e ardente defensor da catequese e da educação colonial, o padre Malagrida esteve na região dos Barbados na tentativa de catequizar os hostis silvícolas, mas nem sempre o trabalho dos Jesuítas foi um mar de flores. 

Segundo apontamentos históricos, Gabriel Malagrida foi mandado para uma tribo, considerada como a mais selvagem do interior do Maranhão – a Tribo dos Barbados; onde lá, além de quase conseguir a total conversão dos índios, ainda fundou uma Escola-Missão, que teve grande desenvolvimento, mas chegou a ser torturado pelos índios Barbados, jogado em uma canoa, sobreviveu ao ataque e depois, na volta para Lisboa, foi queimado vivo por ordem do Marquês de Pombal em praça pública.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas.

Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado.

Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado.

Noticias qualquer um pode divulgar, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

Ouça a Rádio Voz de Arari

PLAYER

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André

Ouça a Rádio Voz de Arari

PLAYER

Apoie, assine e compartilhe

Crie seu próprio questionário de feedback de usuário

REGISTRO - 1608/MA

REGISTRO - 1608/MA

O amanhã é hoje

O amanhã é hoje

DISQUE DENÚNCIA - MIRANDA DO NORTE

DISQUE DENÚNCIA - MIRANDA DO NORTE

...

...

GCL - CONSTRUÇÕES

GCL - CONSTRUÇÕES

Fale Comigo

Nome

E-mail *

Mensagem *