Em visita a Santa Cruz do Capibaribe, gestão Ruivo amplia debate sobre atração de investimentos para Cantanhede



Em busca de um modelo ideal para implantar no município, governo de Cantanhede conhece o 'know how' do maior centro atacadista de vendas de confecções da América Latina.   

Com um perfil fortemente marcado por um estilo visionário e empreendedor, o prefeito Marco Antonio Ruivo trouxe para a administração municipal uma visão dinâmica e inovadora no que se refere não apenas ao modo de governar, mas também na forma de promover e alavancar o desenvolvimento do município.

Ruivo entende que este desenvolvimento só será pleno se for sustentável, ou seja deve passar pela preservação e valorização de nossos recursos naturais, de forma que o uso destes recursos renováveis contribuíam para aumentar a produção de alimentos e por fim deve obrigatoriamente promover a igualdade e a justiça social, através da geração de emprego e renda, só assim seremos capazes de reduzir a pobreza e a violência, construindo e promovendo a inclusão social, assegurando a dignidade da pessoa humana que é a cidadania plena.

Para atingir este objetivo a prefeitura vem ampliando o dialogo com várias instituições como: IEMA, IFMA, SEBRAE, SENAC, FIEMA e governo do Maranhão no sentido de viabilizar um projeto que fortaleça a geração de emprego renda em Cantanhede, uma das vertentes em estudo e debate,  é a transformação do município em polo atacadista de confecções no Maranhão. 

Buscando fortalecer este debate, representantes do município tem visitado diversos polos atacadistas em grandes e médios centros urbano do Brasil, com vistas a adquirir 'know how' - conhecimento prático, habilidade e tecnologia - sobre o tema.


O secretário de Governo, Carlito Amaral foi até o município pernambucano de Santa Cruz do Capibaribe, onde visitou o maior centro atacadista de vendas de confecções da América Latina.


Recebido pelo gerente geral do Moda Center, George Henrique Pinto que se transformou em mais um parceiro do Projeto Barbados - Geração de Renda, Carlito Amaral reuniu-se com a diretoria do famoso empreendimento. 


Com 120 mil metros quadrados, mais de 10 mil boxes e lojas, dezenas de hotéis, praças de alimentação, segurança privada e 6 mil vagas no estacionamento, O Moda Center comercializa produtos de 58 municípios dos estados de Pernambuco e Paraíba. 

Santa Cruz do Capibaribe tem 107 mil habitantes e dobra a população nos dias de  funcionamento do parque, às segundas e terças e em Dezembro chega a operar todos os dias. 

O Moda Center Santa Cruz, recebe compradores de todo Brasil. Hoje, os estados da Bahia, Pará e Maranhão são os que mais consomem os produtos vendidos no Moda Center. Somente o Maranhão envia 15 ônibus semanalmente. 

A história da vocação de Santa Cruz do Capibaribe para a venda e fabricação de confecções começou na década de 1950, quando as costureiras começaram a produzir colchas de retalhos com a sobra de tecidos que chegavam do Sul do país. 

O secretário, Carlito Amaral afirmou ter ficado impressionado com o volume de negócios realizado em Santa Cruz do Capibaribe e com o fato do Moda Center influenciar tantos outros segmentos da economia local. 

"A romaria de consumidores que lotam centenas de ônibus de todo Brasil e o que isso resulta em cadeia, com padarias, hotéis, oficinas mecânicas, restaurantes, postos de combustível, e a produção de alimentos para abastecer os visitantes é um exemplo de desenvolvimento sempre em crescimento, que faz de Santa Cruz do Capibaribe um dos maiores exemplos do Brasil em turismo de negócio". Conclui Carlito Amaral 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dois homens saem gravemente feridos de colisão entre van e motocicleta na BR-135, entre Miranda e Matões do Norte

Morre em Sâo Luís jovem vítima de colisão na BR-135 em Miranda do Norte

Miranda do Norte festeja seus 24 anos -Conheça a história do Município