terça-feira, 4 de setembro de 2018

Sensível a pedido de vereadoras de Miranda do Norte, Juíza determina realização de casamento comunitário no município



Sensível a situação de centenas de nortemirandenses que alimentam o sonho de casar-se, e  dos muitos casais que vivem juntos há anos e buscam oficializar a união estável através do Estado, as vereadoras Cristiane de Gilberto e Narlene do Sindicato reuniram-se na ultima quarta-feira (29), com a  Juiza Edeuly Maia Silva, titular da 3° Vara da Comarca de Itapecuru Mirim, da qual Miranda do Norte e termo jurídico.  

Na pauta, as parlamentares solicitaram da magistrada que Miranda do Norte fosse incluído e contemplado com o projeto “Casamentos Comunitários”, depois de apresentar as necessidades e limitações daqueles que precisam oficializar a união, as vereadoras tiveram seu pleito atendido pela juíza Edeuly Maia que se mostrou muito sensível e simpática a realizar o Casamento Comunitário em Miranda do Norte.  

Para a realização do casamento, a magistrada considerou o dever constitucional de facilitar a conversão da união de pessoas em casamento civil, principalmente, de casais que já convivem em união estável. A magistrada alerta que o casamento comunitário é uma iniciativa exclusiva do Poder Judiciário Estadual, desvinculado de qualquer outra entidade ou pessoa, inclusive e principalmente “de partidos políticos, políticos e candidatos a cargos públicos eletivos”, frisa.

Conforme portaria que autoriza a realização do projeto “Casamentos Comunitários” na Comarca de Itapecuru Mirim, termo judiciário de Miranda do Norte, o evento deve acontecer em 20 de novembro, no ginásio de esportes, localizado na Av. Dr. Carlos Macieira, centro da cidade, e  deve atender  200 casais.

As inscrições ocorrem no período de 10 a 28 de setembro, na Câmara Municipal de Miranda do Norte.  

Entre os documentos exigidos no ato da inscrição estão o original e cópias do RG e do comprovante de residência de Miranda do Norte (para todos os nubentes). 

Noivos solteiros e maiores de 18 anos devem apresentar ainda a certidão de nascimento (original). Já para os maiores de 16 e menores de 18 anos é exigido também o consentimento dos pais. 

Noivos divorciados precisam apresentar a averbação do divórcio (original). No caso de noivos viúvos, além do comprovante de residência e RG será exigida a certidão de casamento averbada com o óbito. Todos os atos ligados ao casamento comunitário são gratuitos. 

Todos os atos ligados ao casamento comunitário são gratuitos.

CASAMENTOS COMUNITÁRIOS - O Projeto Casamentos Comunitários foi instituído pelo Poder Judiciário maranhense em 1998, idealizado pelo desembargador Jorge Rachid. O procedimento está disposto no Provimento N° 10/2013, da Corregedoria Geral da Justiça (CGJ-MA). A gratuidade inclui a expedição de 2ª via do assento de nascimento ou casamento, se necessário. A Corregedoria Geral da Justiça disponibiliza apoio logístico aos magistrados para concretização do Projeto Casamentos Comunitários, especialmente junto aos cartórios.
    

O QUE: Casamento comunitário 

QUANDO: 20 de novembro 2018

ONDE: Ginásio de Esportes - Avenida Dr. Carlos Macieira - CENTR0

INSCRIÇÕES

QUANDO: 10 a 28 de setembro 2018

ONDE: Câmara de Vereadores de Miranda do Norte 

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas.

Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado.

Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado.

Noticias qualquer um pode divulgar, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André