Pular para o conteúdo principal

Em Miranda do Norte, mais de 200 mulheres buscaram atendimento especializado contra violência em 2018


Em tempos de aumento exacerbado dos casos de feminicídios e de violência contra a mulher, a Secretaria Municipal da Mulher SEMM e da Casa da Mulher Mirandense tem desempenhado papel decisivo na prevenção, apuração e monitoramento de casos de violência contra mulheres em Miranda do Norte.

Criados há quase cinco anos, os equipamentos de defesa e proteção das mulheres em Miranda do Norte trabalham diuturnamente no desenvolvimento, promoção e ampliação de políticas públicas voltadas para as mulheres.

As ações abrangem uma gama de atendimento humanizados e serviços integrados às mulheres do município, tais como:

Atendimentos social, jurídico, psicológico, promoção social, aplicação da Lei Maria da Penha, formação profissional da mulher, combate a violência contra a mulher.


Relatório divulgado pela SEEM apontam que em 2018, 218 mulheres foram atendidas pela instituição, entre estes, 20 casos são de solicitação de medida protetiva. A SEEM também acompanha dois casos de feminicídio registrados também em 2018.

Além de mostrar o expressivo número de atendimentos, o gráfico também aponta que as mulheres vítimas de violência vieram dos bairros: Conjunto Nova América, Santa Bárbara, Nova Miranda, Triângulo, Vila Nazaré, Bairro Novo, Santa Cruz e Centro.

O histórico é amplamente positivo, demonstrando um avanço significativo na implantação, ampliação e manutenção de políticas públicas voltadas para as mulheres em Miranda do Norte.

A SEMM é um porto seguro, um apoio institucional às mulheres vítimas de violência e um marco na conscientização do combate a todos os tipos de violência contra a mulher, além de instrumento para o empoderamento.

Comentários



OUÇA a RÁDIO VOZ DE ARARI

Denuncie, seja os olhos e os ouvidos da polícia!

Clinica Santo André

Clinica Santo André

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública