segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Governo marca nova data para tratar com lideranças sobre Hospital de Matões do Norte



Nesta segunda-feira (4), o caso do Hospital Geral de Matões do Norte rendeu mais alguns capítulos.

Logo cedo uma caravana de funcionários da unidade de saúde, em companhia de lideranças sindicais estiveram na sede do Ministério Público do Trabalho em busca de ajuda e apoio. Conforme os líderes do movimento, 256 funcionários foram afastados de suas funções em Matões do Norte.


Enquanto isso, a reunião pré-agendada para esta segunda, entre o governador Flávio Dino, secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula e lideranças políticas dos 14 municípios atendidos pelo Hospital Geral de Matões, para tratar sobre a situação da Casa de Saúde não aconteceu.




Conforme a secretária de saúde de Miranda do Norte, Alexandra Reis, a reunião foi remarcada para às 14h30 da próxima quinta-feira (7). O motivo da mudança de data se deve ao fato do secretário Carlos Lula está em Brasília nesta segunda.



Mas, mesmo em Brasília, o secretário usou uma rede social para mais uma vez enfatizar que trata-se de FAKE NEWS o caso do HG de Matões do Norte. Carlos Lula fez questão de publicar uma imagem da fachada do Hospital com a frase: EM OBRAS, para justificar a informação de que o hospital está passando por reformas.




Em outra frente, o portal do governo do Estado divulgou nota afirmando que as obras de reforma começam nesta segunda e devem demorar 60 dias.VEJA AQUI

O Hospital Regional de Matões do Norte, aberto em 2014, receberá, a partir desta segunda-feira (4), serviços de adequação que vão possibilitar, após concluídas, aumento no volume de atendimento e mais conforto aos usuários e profissionais da unidade.

As obras são necessárias para adequação da unidade ao padrão exigido pelo Ministério da Saúde, dentro das recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Sem os serviços, o Hospital Regional de Matões do Norte corre risco de sofrer consequências perante o Ministério da Saúde.

De acordo com o engenheiro da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Erick Goiabeira Feques, as obras têm prazo de conclusão de 60 dias. “Essas obras de adequação vão melhorar os serviços de atendimento clínico. 

Essa paralisação momentânea vai atender as exigências do Ministério da Saúde juntamente com a Superintendência de Vigilância Sanitária. Com o projeto elaborado e aprovado, damos início as obras dessa unidade para devolvê-la a população dentro do prazo”, pontuou.

Com a paralisação temporária das atividades do Hospital Regional de Matões do Norte, as unidades de saúde localizadas nas cidades de Alto Alegre do Maranhão, Peritoró e Chapadinha vão absorver, em sua totalidade, os atendimentos realizados na cidade de Matões.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas.

Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado.

Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado.

Noticias qualquer um pode divulgar, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública

Clinica Santo André

Clinica Santo André
Crie seu próprio questionário de feedback de usuário

REGISTRO - 1608/MA

REGISTRO - 1608/MA

O amanhã é hoje

O amanhã é hoje

DISQUE DENÚNCIA - MIRANDA DO NORTE

DISQUE DENÚNCIA - MIRANDA DO NORTE

...

...

GCL - CONSTRUÇÕES

GCL - CONSTRUÇÕES

Fale Comigo

Nome

E-mail *

Mensagem *