Pular para o conteúdo principal

Emancipado? Só na teoria, na prática Miranda do Norte ainda é distrito de Itapecuru Mirim


Três  décadas se passaram. O povoado Miranda, que até 1988 era distrito de Itapecuru Mirim e dependia da boa vontade do executivo e legislativo Itapecuruense, tornou-se independente, acrescentou o “Norte”, como se agora tivesse encontrado seu rumo, nascia ali a cidade de Miranda do Norte, forte, altiva e determinada a mudar os rumos de sua história.

No último 15 de março, o município celebrou 31 anos de emancipação política e administrativa, mas uma breve e sensata avaliação mostra que a cidade continua dependente e  umbilicalmente ligada a Itapecuru Mirim, o município mãe, senão vejamos:

Sem fórum, Miranda depende dos juízes, promotores e defensores públicos que atuam na comarca de Itapecuru Mirim, de onde continua sendo termo judiciário. Fórum, Ministério Público e Defensoria, são até agora apenas sonhos e devaneios de alguns bravos mirandenses.

O cartório eleitoral que atende o município também está localizado em Itapecuru Mirim.

Sem delegacia de polícia civil, já que a casa onde funcionava a antiga delegacia foi demolida para construir um novo prédio,  - mas as obras estão paralisadas e já se arrastam a quase um ano, - a cidade está sob o comando da Regional de Polícia Civil de Itapecuru Mirim.

Contando apenas com um modesto destacamento da Polícia Militar, a cidade depende também de Itapecuru Mirim neste quesito.

Como se não bastasse tudo isso, Miranda do Norte espera há três décadas por alguns itens básicos e comuns na maioria das cidades, como:

Polo da Universidade Estadual do Maranhão

Polo da Universidade Federal do Maranhão

Unidade da IFMA

Unidade do IEMA

Escola de tempo integral

Complexo integrado de segurança pública  

Ainda não foi neste aniversário que Miranda do Norte recebeu o mínimo daquilo que merece por direito.

Infelizmente, Miranda do Norte segue invisível aos olhos dos poderes estaduais -executivo, legislativo e judiciário - .

Podada, castrada e peada, a cidade não consegue alçar voo rumo ao progresso e o desenvolvimento para o qual está predestinada.

A pergunta é: até quando!?

Abimael Costa

Comentários

Clinica Santo André

Clinica Santo André

Ouça a Rádio Voz de Arari

PLAYER