Pular para o conteúdo principal

Polícia Militar impede feminicídio em Miranda do Norte



Policiais militares agiram rápido e impediram que uma mulher fosse morta pelo ex-marido em Miranda do Norte na noite da última quinta-feira (22). O indivíduo foi preso acusado de quebra de medida protetiva - Lei Maria da Penha - e porte ilegal de arma de fogo. 

Por volta das 22h da última quinta-feira (22), uma guarnição da 2ª CIA da Polícia Militar de Miranda do Norte recebeu denúncias de que uma mulher de 48 anos, beneficiada por medida protetiva da Lei Maria da Penha estava sendo ameaçada de morte pelo ex-companheiro, alegando ciúmes do atual companheiro da vítima. Durante averiguação no local do ocorrido - Conjunto Santa Barbara II - , a guarnição constatou que o indivíduo havia se evadido.

Uma nova denúncia feita no início da madrugada da sexta-feira (23), informando que o ex-companheiro, em companhia de um comparsa estavam na casa da vítima, e de posse de armas brancas e de fogo a ameaçavam de morte, levou a polícia de volta ao local da ocorrência.  

Os dois homens identificados como: Raimundo Nonato Machado, ex-companheiro da vítima, e Domingos Mendes Ferreira - comparsa, foram localizados e presos nas imediações da residência da vítima. Durante revista pessoal foi encontrada em poder da dupla: uma arma de fogo de fabricação caseira " Garruncha", três facões e um espeto.

O material apreendido e os conduzidos foram apresentados na DEPOL de Miranda do Norte.





Comentários



OUÇA a RÁDIO VOZ DE ARARI

Denuncie, seja os olhos e os ouvidos da polícia!

Clinica Santo André

Clinica Santo André

LG Contabilidade Pública

LG Contabilidade Pública