Projeto do deputado Hildo Rocha assegura uso gratuito do estacionamento nos 30 minutos iniciais

O Projeto de Lei apresentado pelo deputado federal Hildo Rocha deve resolver um dilema jurídico acerca da cobrança por estacionamentos em espaços públicos de uso coletivo privados. Rocha se fundamenta em situações que ocasionam desentendimentos, geram controvérsias e causam constrangimentos para milhares de pessoas Brasil afora. 


O PL 4781/2019, de autoria do parlamentar maranhense, tem como finalidade assegurar a permanência gratuita de veículo automotor em estacionamento, de uso coletivo, de estabelecimentos privados, pelo tempo máximo de trinta minutos, contados a partir da entrada do veículo no local. 

Rocha argumentou que diversos Câmaras Municipais aprovaram leis, que foram sancionadas pelos prefeitos, assegurando a permanência de até 30 minutos, em estacionamentos privados, mas, o Supremo Tribunal Federal tornou essas leis sem efeito por considerar que tais regras são inconstitucionais. 

“O STF entende que é competência exclusiva do Congresso Nacional fazer leis sobre estacionamentos. Por esse motivo, apresentei o PL 4781/2019, que evitará interpretações divergentes acerca do tema”, explicou Hildo Rocha. 

“Em São Luis, capital do Maranhão, estado que represento no Congresso Nacional, ocorreu isso. Lei do município, aprovada por unanimidade, que já estava vigorando há mais de dois anos teve os efeitos suspensos pelo STF. Situação semelhante ocorreu em inúmeros municípios brasileiros. Então, dei entrada nesse PL. Muitas vezes as pessoas entram nos estacionamentos apenas para fazer alguma operação rápida e acabam obrigados a pagar pela permanência de poucos minutos, nos estacionamentos. Isso não é justo.”, argumentou Hildo Rocha.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Miranda do Norte festeja seus 24 anos -Conheça a história do Município

Operação Tarô II: Polícia Civil prende 15 maiores, apreende 03 menores de idade, armas, munições e drogas em Miranda do Norte

Subtenente da PM é morto ao sacar arma para agentes da PRF