Pular para o conteúdo principal

O Antagonista destaca posicionamento de Hildo Rocha sobre mal-estar entre governo e Congresso


“Confusão sobre Orçamento impositivo foi causada pelo próprio Guedes”, diz deputado

Um dos mais destacados e consagrados sites especializado em jornalismo político, investigativo e opinativo do Brasil, O Antagonista repercute nesta sexta-feira (28), o firme posicionamento  do deputado federal Hildo Rocha (MDB-MA) sobre o impasse entre os poderes executivo e legislativo federal provocado pela queda de braço envolvendo o Orçamento Impositivo.    


O deputado Hildo Rocha (MDB-MA) afirmou a O Antagonista que o mal-estar entre o governo e o Congresso, em meio aos vetos de Jair Bolsonaro ao Orçamento, foi causado por dois motivos.


O emedebista disse que a PEC do Orçamento Impositivo, aprovada no ano passado, foi apoiada por Paulo Guedes. Inclusive, líderes do governo e deputados bolsonaristas votaram pela aprovação da impositividade das emendas de bancada — inclusive Eduardo Bolsonaro.

O segundo motivo, segundo o deputado, foi a inatividade da articulação política do Planalto durante a discussão sobre a Lei de Diretrizes Orçamentária no Congresso. Foi neste momento que os parlamentares aumentaram a impositividade das emendas às do relator e das comissões, tornando o Parlamento responsável pelo controle de mais de R$ 30 bilhões do Orçamento.


“O governo não percebeu o alcance do que foi adotado [na LDO]. E, no começo de tudo, isso foi um problema criado pelo próprio Executivo. A confusão sobre o Orçamento impositivo foi causada pelo próprio Guedes, no ano passado, quando apoiou a PEC. Foi lá que eu entendi que o Guedes era mesmo um liberal, que queria adotar no Brasil o modelo do Orçamento dos EUA. O problema é que nem todo o governo pensa da mesma forma, e eles só foram perceber isso agora.”

texto e imagem: O Antagonista

Comentários

Clinica Santo André

Clinica Santo André

Ouça a Rádio Voz de Arari

PLAYER