Pular para o conteúdo principal

Pleito do deputado Hildo Rocha, em defesa dos irrigantes dos Tabuleiros de São Bernardo, é atendido pelo DNOCS


O deputado Hildo Rocha usou a tribuna da Câmara Federal para agradecer ao Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), que decidiu rever a suspensão dos pagamentos das contas de energia dos produtores inscritos no Projeto Tabuleiros do São Bernardo.

A decisão do órgão atende a uma reivindicação que o parlamentar apresentou em defesa dos irrigantes que passam por grandes dificuldades em razão da falta de assistência por parte dos governos estadual e federal.

Rocha enfatizou que no Maranhão existem três grandes perímetros irrigados, todos construídos com dinheiro público. “O maior é o Tabuleiro de São Bernardo, localizado no Baixo Parnaíba, na cidade de Magalhães de Almeida, um projeto com 11 mil hectares que até hoje não foi concluído”, disse o parlamentar.

Cooperação mantida: energia será religada
O deputado destacou que o DNOCS decidiu suspender os pagamentos das contas de energia dos pequenos irrigantes do projeto e cortar o contrato com a Cemar (Equatorial).

“Estive em Fortaleza, Ceará, na sede do DNOCS, com representantes dos irrigantes e com o Prefeito Tadeu, de Magalhães de Almeida, em busca de uma solução para essa questão. O diretor-geral do DNOCS, Sr. José Rosilônio Magalhães, se comprometeu em acatar as nossas reivindicações e visitar o projeto a fim de conhecer a realidade. Ele esteve em Magalhães de Almeida, na área dos tabuleiros, cumpriu a promessa, conheceu o projeto, se impressionou com o potencial dos tabuleiros e decidiu rever a sua decisão de cortar a energia. A sensatez prevaleceu. Quero parabenizar o Rosilônio”, ressaltou o parlamentar.

Conclusão do projeto
No encontro de Fortaleza, também ficou acertado que o DNOCS irá concluir a implantação desse projeto. “Espero que o Presidente Jair Bolsonaro apoie esse projeto, porque, sem dúvida nenhuma, será uma das maiores obras que ele pode fazer no Maranhão, possibilitando assim, que mais de duas mil famílias possam ter uma renda estimada em 10 salários mínimos, tirada da terra, tirada, ali das margens do Rio Parnaíba”, disse Hildo Rocha.

DNOCS: mais de um século a serviço do Nordeste brasileiro
O Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), criado em 21 de outubro de 1909, pelo então Presidente Nilo Peçanha, é a mais antiga instituição federal com atuação no Nordeste. O órgão foi o primeiro a estudar a problemática do semiárido.

O DNOCS constrói açudes, estradas, pontes, portos, ferrovias, hospitais e campos de pouso, entre outras atividades. Até a criação da SUDENE, era o único responsável pelo socorro às populações flageladas pelas cíclicas secas que assolam a região.

Comentários

Clinica Santo André

Clinica Santo André

Ouça a Rádio Voz de Arari

PLAYER