quinta-feira, 21 de maio de 2020

Miranda do Norte recebe kits de teste rápido para diagnóstico de Covid-19



Como parte das ações enfrentamento a covid-19, o município de Miranda do Norte recebeu na última quarta-feira (20), uma remessa de testes rápidos para diagnóstico da COVID-19.   

O lote de 200 kits deve ser utilizado na testagem de profissionais da saúde e da segurança pública, pessoas que mantiveram contato com casos notificados e confirmados positivos. 

A secretária de saúde do município, Alexandra Reis ressalta a importância da prevenção oferecida através dos testes aos profissionais de saúde, que atuam diretamente no atendimento aos pacientes e nas atividades realizadas pelos profissionais da segurança pública junto à população. 

"Esta exposição os torna suscetíveis à contaminação pela COVID-19. Ainda sobre os testes destinados às pessoas contactantes dos casos confirmados esclarecemos que é extremamente importante identificar, notificar e testar para garantir o controle de possível transmissão comunitária do vírus. À população recomendamos que sigam rigorosamente as medidas de prevenção atentando para o ISOLAMENTO e DISTANCIAMENTO SOCIAL que são indispensáveis neste momento" concluiu Alexandra.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas.

Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado.

Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado.

Noticias qualquer um pode divulgar, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa