quarta-feira, 29 de julho de 2020

Deputado Hildo Rocha manifesta pesar pelo falecimento de Ricardo Archer


NOTA DE PESAR


Consternado com o prematuro falecimento do estimado amigo Ricardo Archer manifesto condolências aos seus familiares e a todos os seus amigos e amigas que estão entristecidos por essa perda cruel e repentina.


Ricardo tinha como características principais a serenidade, a honradez, a sinceridade, a honestidade e a bondade. Graças a essas, e tantas outras qualidades, Ricardo foi eleito prefeito da cidade de Codó, para dois mandatos consecutivos, de 1997 a 2005.


Também exerceu, com grande êxito, a presidência da Federação dos Municípios do Maranhão, entidade que eu também tive a honra de presidir. Coincidentemente fui o seu sucessor na entidade. Ele, inclusive, apoiou a minha candidatura a presidente da Famem. 


Atualmente, Ricardo se preparava para concorrer a um novo mandato de prefeito. Infelizmente esse projeto foi interrompido de forma trágica causando indescritível dor aos seus familiares e grande sofrimento ao seu numeroso grupo de amigos e amigas espalhados em todos os cantos do Maranhão.


Peço a Deus nos ajude a superar a sufocante angústia que hora sentimos em razão da devastadora perda desse admirável amigo de fé, irmão de alma. 


HILDO ROCHA

Deputado Federal


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas.

Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado.

Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado.

Noticias qualquer um pode divulgar, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa