terça-feira, 26 de janeiro de 2021

PROCURADO: suspeito de tramar assalto à residência de professor em Miranda do Norte é procurado pela Polícia Civil

Identificado como suspeito de ser o mentor e autor intelectual de um assalto audacioso, na residência de um professor no centro de Miranda do Norte, no último dia (04), Jackson Oliveira Freres é considerado foragido. ENTENDA O CASO: Polícia caça trio criminoso que fez família refém durante assalto a residência no centro de Miranda do Norte

Nesta terça-feira (26), a Polícia Civil de Miranda do Norte distribuiu à imprensa um cartaz de PROCURA-SE com a foto do suspeito.

Jackson é apontado pelas investigações como a pessoa que preparou a logística do crime, repassando os dados das vítimas para seus comparsas, responsáveis por invadir a casa do professor feito refém junto com sua família. Na ação criminosa os bandidos levaram diversos pertences da residência ,além de uma caminhonete modelo Hilux de cor vermelha.


Informações sobre o paradeiro e localização do foragido, ou que possam levar a sua prisão, podem ser repassadas via WhatsApp 98 98465 2125 ou pelo Instagram policia_civil_miranda_oficial. Sua denúncia é recebida apenas pelo delegado titular e o anonimato é garantido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas.

Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado.

Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado.

Noticias qualquer um pode divulgar, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa