terça-feira, 13 de abril de 2021

Fiscalização das obras da BR-135, proposta por Hildo Rocha, é aprovada na Câmara dos Deputados

 

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara aprovou proposta do deputado Hildo Rocha que determina a fiscalização das obras feitas na BR-135. De acordo com o parlamentar, o trecho entre o Estreito dos Mosquitos até a cidade de Bacabeira consumiu aproximadamente 500 milhões de reais, porém a obra apresenta inúmeros problemas.

Nova metodologia falhou



Hildo Rocha argumenta que a péssima qualidade da obra é uma forte evidência de que houve desperdício de recursos públicos. “Sem dúvida a responsabilidade é de ex-gestores do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). No trecho entre o Estreito dos Mosquitos a Bacabeira, foi utilizada uma nova metodologia, com uso de máquinas importadas para fazer perfurações profundas destinadas a receber colunas de brita. O objetivo era prevenir deformações, Entretanto isso não aconteceu”, destacou Hildo Rocha.

Dinheiro público jogado no lixo


O parlamentar enfatizou que o Maranhão tem uma das piores rodovias de acesso a uma capital de Estado. “A obra foi mal feita fato que levou a nova diretoria do DNIT a solicitar a intervenção do Exército brasileiro que está tentando melhorar o que foi feito de forma errada com grandes consequências para o povo maranhense. Portanto, recursos públicos foram jogados no lixo. Por isso fizemos essa proposta de fiscalização e controle. Espero que o Tribunal de Contas da União (TCU) faça o seu trabalho, devidamente correto, e que a gente consiga punir aqueles que enganaram os maranhenses”, argumentou Hildo Rocha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas.

Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado.

Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado.

Noticias qualquer um pode divulgar, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa