quinta-feira, 6 de maio de 2021

Descumprimento da Lei de Revalidação de diplomas será debatido em Audiência Pública proposta pelo deputado Hildo Rocha


Por iniciativa do deputado Hildo Rocha, a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara Federal irá realizar na próxima segunda-feira (10) Audiência Pública que debaterá o descumprimento, por parte do Governo Federal, da Lei nº 13.959, de 18 de dezembro de 2019 que institui o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida).



A lei garante que a revalidação seja aplicada semestralmente. Entretanto, de acordo com o deputado Hildo Rocha, o Governo Federal não vem cumprindo o Revalida.

“Há três semestres os exames não são realizados, causando enormes prejuízos aos estudantes que fizeram curso de medicina fora do Brasil, que precisam trabalhar, e nós precisamos desses médicos principalmente nesse momento de pandemia. Agora, mais do que nunca, precisamos de mais médicos para combater essa pandemia”, argumentou Hildo Rocha. HHH


Os debates acerca do descumprimento do Revalida acontecerão na próxima segunda-feira, dia 10, às 10:30 na Câmara dos Deputados. O Evento será transmitido ao vivo por meio dos canais de comunicação da casa (TV Câmara e YouTube).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas.

Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado.

Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado.

Noticias qualquer um pode divulgar, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa